Header Ads

Cuca acerta retorno ao São Paulo; Mancini assume interinamente

Cuca deve assumir o comando técnico do São Paulo no dia 15 de abril. Enquanto ele cumpre o período de repouso recomendado por seu cardiologista, Mancini dirige a equipe

Cuca assumirá comando técnico do São Paulo (Foto: Da Net)
O São Paulo anunciou nesta quinta-feira, dia seguinte à eliminação diante do Talleres (ARG) na fase preliminar da Libertadores, que acertou com Cuca para substituir André Jardine como treinador. Ele assinou contrato válido até o fim de 2020 e trará com ele o irmão e auxiliar, Cuquinha.

Como Cuca passou por uma cirurgia cardíaca no fim do ano passado e precisa de um período de repouso por recomendação médica, o coordenador Vagner Mancini assumirá interinamente. De acordo com o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, o próprio Cuca colocou o dia 15 de abril como prazo para assumir.

- Conversamos bastante e foi unânime que o melhor nome é o do Cuca. Cuca vai ser o novo treinador do São Paulo. Ele se mostrou motivado para participar desse desafio. Ele está com um problema médico que deve se resolver em alguns meses e por isso não poderá assumir agora. O próprio Cuca sugeriu: por que não o Mancini ficar nesse período? Enquanto ele não estiver apto, 100% para o trabalho, o Mancini será o treinador. O Mancini se dispôs a cobrir esse período e depois volta a ser coordenador técnico do São Paulo - disse o diretor de futebol do Tricolor, Raí.

- Ele estabeleceu prazo de 15 de abril para se efetivar, perto da final do Paulista. Por indicação dele, Mancini será o responsável pela condução técnica do São Paulo, como seu principal elemento. Sem prejuízo da presença efetiva e constante. Ele será visto aqui nesses próximos dias por todos nós. Pode ter sido precipitada diante do ângulo do fato, mas não imaginávamos que fosse. Hoje temos humildade de reconhecer que não deu certo. Responsabilidade de assumir, rever e restabelecer a condição do São Paulo - emendou o presidente Leco, explicando que o novo treinador assumirá apenas ao fim do Campeonato Paulista, na segunda quinzena de abril. 

André Jardine, por sua vez, ganhou alguns dias de descanso. Ele aceitou continuar no clube, agora em uma nova função que ainda será definida. Provavelmente terá relação com a base.

- A gente chegou à conclusão de que tem de ter mudança de rumo. Jardine deixa o comando técnico hoje. Ele continua no São Paulo. Vamos dar um tempo de descanso para ele. Trabalhou bastante no fim do ano, no começo deste. Depois desse período a gente vai definir qual a melhor função, em que situação ele se sentirá bem. Logo que tomamos essa decisão, ele aceitou prontamente continuar no clube. Sente-se muito orgulhoso de fazer parte do São Paulo - emendou Raí.

- Não foram só os resultados. O jogo não estava rendendo, a produção não estava acontecendo. Ele assume a responsabilidade, mas a responsabilidade maior é minha. Foi algo que a gente acreditou e que nesse momento não funcionou. Mas tenho certeza que o Jardine ainda terá muito êxito na carreira, aqui e em qualquer outro lugar - finalizou o dirigente.

Do LanceNet
Em 14.02.19, às 23h19

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.