Header Ads

Jovem morre e menor fica ferido após furarem blitz do Exército no Rio

Christian Felipe Santana de Almeida Alves, de 19 anos, estava na garupa do veículo e foi atingido por um tiro de fuzil; o amigo de 17 foi ferido no braço

Christian Felipe morreu no hospital (Foto: Do G1)
Um jovem de 19 anos e um menor de 17, que estavam em uma motocicleta, foram baleados após furarem uma blitz do Exército na Vila Militar, Zona Oeste do Rio, na madrugada de sexta-feira (5).

Christian Felipe Santana de Almeida Alves estava na garupa do veículo. Ele foi atingido por um tiro de fuzil nas costas, chegou a ser levado para o Hospital Albert Schweitzer, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Quem pilotava a moto era o adolescente de 17 anos, amigo de Christian, identificado com Patrick. Segundo um tio de Christian, o menor não tinha habilitação e dirigia uma moto com documentos atrasados. Ao passarem pela blitz do Exército, Christian e Patrick não obedeceram à ordem de parada.

Patrick foi ferido no braço e na perna e também chegou a ser levado para o Hospital Albert Schweitzer.

Ainda de acordo com o parente de Christian, os dois rapazes saíram de Muriqui, cidade onde moram, e voltavam de um "rolezinho" - um encontro de motociclistas. O tio informou ainda que Christian saiu escondido da mãe dizendo que dormiria na casa da namorada.

Em nota, o Comando Militar do Leste (CML) informou que quatro criminosos furaram um posto de bloqueio do Exército e que, após desobedecerem sucessivas ordens de parar, "lançaram os veículos contra as sentinelas, que reagiram à injusta agressão".

O CML disse ainda que dois homens conseguiram fugir e que os outros dois - Christian e Patrick - foram feridos e levados ao hospital.

A nota afirma ainda que a Polícia do Exército foi até o local para fazer a perícia e que um inquérito policial militar será instaurado para apurar todas as circunstâncias.

Do G1
Publicada por F@F em 09.04.19, às 00h40

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.