Header Ads

Lula não espera semiaberto e rechaça tornozeleira: “É para bandido ou pombo-correio”

A íntegra da entrevista concedida por Lula ao DCM e ao Tutameia será publicada na noite desta quinta-feira

Ex-presidente Lula (Foto: Reprodução da Net)
O ex-presidente Luiz Inácio da Silva concedeu entrevista nesta quarta-feira, 5, aos sites Diário do Centro do Mundo e Tutameia. Pergunta do pelo jornalista Joaquim de Carvalho, do DCM, sobre o parecer do Ministério Público Federal de que ele teria direito ao regime semiaberto, Lula disse que não sabe de sairá. 

“Eu não sei (se vou sair). Deixa eu contar uma coisa para vocês. Eu não gosto de alimentar expectativa. Não tem nada pior para um preso do que expectativa frustrada. Quando você está livre, você marca o encontro com uma namorada ou namorado, e ele não comparece, você fica fulo da vida, vai num bar, toma uma cachaça ou um uísque e você fica normal. Mas, quando você está preso e tem uma expectativa e ela não acontece…”

Lutando para provar a farsa de sua condenação, o ex-presidente Lula disse que não aceitaria usar tornozeleira eletrônica. “Tornozeleira é para bandido ou pombo correio”.

Sobre o governo de Jair Bolsonaro, Lula classificou como “desgraceira”, mas disse ser contrário ao movimento “Fora, Bolsonaro”. Segundo Lula, o PT não pode fazer com Bolsonaro o que Aécio fez com Dilma Rousseff. Se houver crime de responsabilidade, que se investigue e depois disso, aí sim, se proponha o impeachment.

“O governo é essa desgraceira que é, mas não adianta a gente ficar se lamentando. A gente tem que brigar, brigar no Congresso Nacional, brigar no movimento sindical, brigar nas universidades. O que estão fazendo nas universidades é simplesmente jogar fora tudo que nós construímos, tudo. E foi muita coisa que nós construímos”, afirmou.

A íntegra da entrevista concedida por Lula ao DCM e ao Tutameia será publicada na noite desta quinta-feira.

Do Brasil 247
Publicada por F@F em 05.06.19, às 21h53

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.