Header Ads

Flamengo precisa resolver carência nas laterais para alcançar objetivos em 2020

Rafinha e Filipe Luís são titulares absolutos do lado direito e esquerdo, respectivamente

João Lucas é reserva de Rafinha (Foto: Reprodução)
O Flamengo tem o elenco mais forte e valioso do Brasil no momento. Campeão Brasileiro e da Libertadores em 2019, o clube contratou reforços para esta temporada e está ainda mais poderoso. Entretanto, para alcançar seus objetivos em 2020, o Flamengo precisa resolver carência nas laterais.

Michael, Pedro e Pedro Rocha chegaram para dar mais opções a Jorge Jesus no setor ofensivo. Thiago Maia foi uma adição de qualidade para o meio campo. Ele se tornou fundamental nas primeiras rodadas da Libertadores com a suspensão de Willian Arão.

Todos estes reforços teriam lugar certo entre os titulares em qualquer outro clube brasileiro. Eles permitiram ao treinador contar com alternativas de alto padrão no banco de reservas.

Para o setor defensivo, o Flamengo contratou Gustavo Henrique e Léo Pereira. Os dois, entretanto, chegaram para suprir as perdas de Pablo Marí e Rhodolfo, que deixaram o clube.

O setor mais carente do elenco rubro-negro são as laterais. O elenco profissional do Flamengo tem 33 jogadores: 4 goleiros, 6 zagueiros, 4 laterais (dois pra cada lado), 5 primeiros volantes, 5 meias e 9 atacantes.

Rafinha e Filipe Luís são titulares absolutos do lado direito e esquerdo, respectivamente. Porém, ambos completarão 35 anos no segundo semestre e o ritmo dos jogos têm um peso diferente. A dupla não tem condições de enfrentar jogos quarta e domingo em sequência. Durante o ano passado, Rodinei, na direita, e Renê, na esquerda, foram utilizados regularmente para poupar os titulares.

Rodinei foi emprestado ao Internacional e João Lucas passou a ser a única opção do treinador. Mesma situação de Renê na esquerda. Se precisar de uma terceira opção, Jesus terá que procurar na base ou improvisar.

Para uma equipe com as ambições do Flamengo, isso é pouco. A meta de conquistar o tri da Libertadores e tentar novamente o título mundial pode depender da solução deste problema. Oficialmente, o clube não divulga nenhuma negociação nesse momento. O presidente Rodolfo Landim, entretanto, garante que o Flamengo não está parado.

“O processo de identificação de jogadores para o plantel do Flamengo é um processo contínuo. Hoje a gente tem uma área dentro do Flamengo, que é o Departamento de Scouting, que é muito bem estruturada” disse em entrevista à Fox Sports.

“A gente tem ali um grupo que está sempre avaliando não só o que está acontecendo dentro do Flamengo. As áreas onde eventualmente a gente pode precisar de reforços. Como olhando pra fora, buscando todas as oportunidades de mercado que possam atender, dentro de uma relação de custo benefício”, completou.

Landim ressaltou ainda o nível de exigência de Jorge Jesus. Segundo o mandatário, o Mister está sempre buscando as melhores soluções para o clube.

“O Jorge Jesus é insaciável. Ele é um técnico que está sempre buscando o melhor possível para o Flamengo. Em relação ao lateral direito, o fato dele ser extremamente detalhista, ele sempre busca melhorar as soluções para o clube como um todo. E a lateral-direita não é uma exceção”, concluiu.

Com a parada devido à pandemia do coronavírus, a diretoria ganhou mais tempo para procurar soluções. Mas assim que os jogadores retornarem, a maratona de jogos não vai tardar. Se não há ainda uma data para a bola voltar a rolar, uma coisa é certa, o calendário será apertado. Além dos Estaduais para terminar, o Fla terá a sequência da Libertadores, Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil.

Do Gazeta Esportiva
Publicada por F@F em 31.03.2020 às 19h50

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.