Header Ads

“Acabei de me matar”, escreveu mãe em carta ao dar veneno a filhas gêmeas

Mulher, de 42 anos, deu chumbinho para as filhas, de 11, e tentou se matar em seguida. Todas foram socorridas e estão internadas

Carta escrita pela mãe (Foto: Metrópoles)
A mãe que deu veneno de rato para as filhas gêmeas de 11 anos, e depois tentou se matar, em uma casa em Sobradinho II, escreveu uma carta com orientações a serem seguidas por familiares dela, após o crime.

No texto, obtido pelo Metrópoles, a mãe explica que teria acabado de matar as meninas, as cachorras da família e que teria cometido suicídio em seguida: “Tomei chumbinho e outros remédios.”

De acordo com o delegado-chefe da 13ª Delegacia de Polícia (Sobradinho), Hudson Maldonado, responsável pelas investigações, a mulher de 42 anos tentou tirar a própria vida, ingerindo remédios antidepressivos e veneno usado para matar ratos, conhecido como chumbinho.

“Ela tinha a intenção de, além de tirar a própria vida, também de matar as duas filhas”, disse o investigador.

Ainda segundo as apurações, a mãe deixou uma carta orientando uma terceira pessoa a respeito das providências a serem tomadas e afirmando a sua vontade.

“No momento, a mulher está no Hospital Regional de Sobradinho (HRS) e passa por exames. Ela será posteriormente autuada pelos crimes de tentativa de homicídio em desfavor das gêmeas”, disse o chefe da 13ª DP.

Ainda de acordo com Maldonado, as investigações apontam para o estado de depressão da vítima. “Com certeza precisa também de um tratamento psiquiátrico.”

As gêmeas passam bem, mas também seguem internadas, em avaliação, no HRS. Após receberem alta, ficarão à disposição do Conselho Tutelar.

Uma cartela de remédios antidepressivos foi encontrada no local e um frasco contendo dois grãos, provavelmente de chumbinho.

O caso

O caso aconteceu na noite dessa quarta, em Sobradinho. As vítimas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF). Os bombeiros conseguiram reverter o quadro das vítimas, que foram encaminhadas imediatamente ao hospital.

Do Metrópoles
Publicada por F@F em 23.07.2020

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.