Header Ads

Laudo confirma "uso excessivo da força" e estupro de estudante de Medicina achada morta em JP

A jovem foi encontrada morta no apartamento do namorado, Johannes Dudeck, no bairro do Cabo Branco, na Capital, no último dia 12 de março deste ano

Mariana Thomaz, natural do Ceará, era estudante de Medicina em uma faculdade particular em João Pessoa (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
João Pessoa (PB) - O delegado Rodolfo Santa Cruz, da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa (Homicídios) de João Pessoa confirmou ao ClickPB que houve estupro contra a estudante de Medicina, Mariana Thomaz. O laudo tanatoscópico foi divulgado nesta quarta-feira (23). A jovem foi encontrada morta no apartamento do namorado, Johannes Dudeck, no bairro do Cabo Branco, na Capital, no último dia 12 de março deste ano. O rapaz acionou o Samu e disse que a moça havia passado mal.

Após a confirmação da morte no local, a perícia constatou que havia sinais de estrangulamento e, então, Johannes foi preso.

O laudo tanatoscópico apontou uso excessivo da força. O laudo sexológico já havia demonstrado a presença de material genético de Johannes no corpo de Mariana Thomaz, o que, entre outros elementos, fez o delegado concluir e confirmar que houve estupro.

O inquérito foi encaminhado à Justiça, segundo o delegado Rodolfo Santa Cruz, desde a segunda-feira.

Mariana Thomaz era estudante de Medicina em uma faculdade particular em João Pessoa e era natural do Ceará. Ela foi sepultada em seu município de origem, Lavras das Mangabeiras, no Ceará, no domingo, 13 de março.

Do ClickPB
Publicada por F@F em 23.03.2022

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.