Header Ads

MPF reitera pedido para cassar liminar que concedeu liberdade a Ricardo Coutinho

O pedido de suspensão da liminar também foi enviado pelo MPF ao Supremo Tribunal Federal (STF)

Ricardo Coutinho (Foto: Wscom)
O Ministério Público Federal (MPF) endossou a manifestação contrária à decisão do ministro do Superior Tribunal de Justiça Napoleão Maia, que concedeu habeas corpus ao ex-governador Ricardo Coutinho no âmbito da Operação Calvário.

O parecer é assinado pelo vice-procurador Mario Luz Bonsaglia e foi encaminhado à ministra Laurita Vaz, que deve decidir sobre a manutenção do habeas corpus, concedido durante plantão.

“A suspensão das liminares se impõe para restauração da ordem pública, um dos fundamentos para a decretação da prisão preventiva pela Justiça paraibana”, diz trecho do documento.

O procurador reitera o pedido de cassação da liminar para Ricardo e a extensão para Cláudia Veras, Francisco das Chagas Ferreira, David Clemente e Márcia Lucena.

O pedido de suspensão da liminar também foi enviado pelo MPF ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Do Wscom
Publicada por F@F em 13.02.2020, às 12h57

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.