Header Ads

Jovem estuprada ainda é demitida

Família alega que a CSN, em cuja usina teria ocorrido o crime, não prestou assistência à vítima

Volta Redonda (Foto: Reprodução/Net)
Vítima de estupro no ambiente de trabalho, em Volta Redonda, Região Sul Fluminense, uma jovem de 21 anos foi desligada da empresa ao voltar de licença, na última segunda-feira. O caso aconteceu na Usina Presidente Vargas, da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), onde o acusado, superior hierárquico da vítima na empresa, foi preso em flagrante no dia do crime.

Segundo a CSN, a vítima foi desligada da companhia porque seu contrato como jovem aprendiz, que era temporário, chegou ao fim. A família da jovem, por sua vez, diz que sem o plano de saúde da empresa não conseguirá arcar com os custos do acompanhamento médico que ela vem fazendo.

De O Dia
Publicada por F@F em 09.03.2020, às 00h13

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.