Header Ads

Vereadores de Guarabira aprovam requerimentos e discutem combate à Covid-19

Foi repercutida a decisão do prefeito da cidade em acatar a orientação do Ministério Público

Sessão remota da CM de Guarabira (Foto: Assessoria)
Na tarde desta terça-feira (5), durante sessão ordinária, mais uma vez de forma remota, a Câmara Municipal de Guarabira aprovou 23 requerimentos de iniciativa dos gabinetes dos parlamentares.

Entre os requerimentos, destaque para o de nº 333/2020, de autoria do presidente da Câmara, Marcelo Bandeira (PDT), solicitando do prefeito em exercício Marcus Diogo, nos termos da lei municipal nº 1749/2020, em caráter de urgência, relatório que conste como está sendo realizado o pagamento do prefeito licenciado Zenóbio Toscano de Oliveira, constando dotação orçamentária de cada mês pago durante as licenças requeridas.

Combate à Covid-19

Os vereadores debateram sobre as informações em torno das ações de combate aos efeitos da pandemia da Covid-19 e demonstraram preocupação com o avanço dos casos confirmados na cidade.

Foi repercutida a decisão do prefeito da cidade em acatar a orientação do Ministério Público Estadual, através da curadora da Saúde, Edivane Saraiva, que demonstrou preocupação com o grande movimento na cidade.

Com isso, foi revogado decreto que previa a abertura parcial do comércio e impedido o funcionamento dos estabelecimentos comerciais considerados não essenciais, recepcionando o que dispõe decreto nº 40.217, de 02 de maio de 2020, do Governo do Estado da Paraíba.

Parlamentares lamentaram que o prefeito não tenha criado um comitê gestor da crise do novo coronavírus na cidade.

Ainda foi apresentado um projeto de lei de autoria do vereador Renato Meireles, que autoriza o Poder Executivo a utilizar verbas oriundas de multas de trânsito para a construção/instalação de leitos de UTI para atender pacientes diagnosticados com a Covid-19.

Da Assessoria de Imprensa/CMG
Publicada por F@F em 06.05.2020 às 23h1

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.