Header Ads

Renato Meireles quer que Marcus Diôgo vete aumento de vereadores e prefeito de GBA

O salário dos vereadores sai dos atuais R$ 7,5 mil para R$ 10 mil, cerca de 33,3% de aumento

Vereador Renato Meireles, Cidadania (Foto: Reprodução)
Em postagem em uma rede social, o vereador Renato Meireles (Cidadania) ‘clamou’ ao prefeito interino de Guarabira, Marcus Diogo (PSDB), que vete o aumento salarial do Poder Executivo e Legislativo da cidade, a vigorar a partir da próxima legislatura. O reajuste foi aprovado pela Câmara Municipal na última sexta-feira (12).

“Infelizmente, acabaram de ser aprovados em segunda votação os Projetos de Lei Nº 34 e 35 de 2020, de autoria da mesa diretora da Câmara, que autorizam o aumento no salário do prefeito, vice, secretários e vereadores (...). Mantive meu VOTO CONTRÁRIO, pois, entendo que o momento requer uma postura diferente dos poderes públicos. Desde já, clamo ao prefeito interino de Guarabira que vete o aumento salarial e não sancione os respectivos projetos”, escreveu Meireles.

O parlamentar também classificou como injusta a votação por causa da pandemia do novo coronavírus, onde Guarabira vive o isolamento social e uma onda de desemprego, causado pelo fechamento do comércio local. Para ele, o momento é de priorizar o combate à Covid-19.

“Nós iremos viver um outro mundo pós-pandemia, não sabemos o que vem pela frente. Todo mundo vai sofrer, o mecânico, o empresário, o advogado, porque vai ser uma nova realidade. Quando nós passarmos por essa crise na saúde, iremos entrar numa crise econômica. E o momento que já estamos vivendo, onde as pessoas estão com dificuldade financeira, estão com problemas de saúde, não é oportuno se votar um projeto como esse. Por isso, tivemos esse posicionamento contrário”, reiterou Renato em entrevista a uma rádio de João Pessoa, destacando ainda que o prefeito de Guarabira vai receber mais do que o governador da Paraíba, cujo salário é de R$ 23,5 mil.

Durante a votação, Renato Meireles afirmou que vai renunciar ao aumento do próprio salário caso seja reeleito vereador. Segundo ele, a cada mês, doará para alguma entidade que trabalhe sem fins lucrativos.

Novos salários

O reajuste, aprovado por oito votos favoráveis e quatro contrários, estabelece em R$ 25 mil a remuneração do prefeito e R$ 12,5 mil a do vice, um acréscimo de 38,8% em relação aos antigos salários de R$ 18 mil e R$ 9 mil, respectivamente. Já os secretários municipais sofrem o maior aumento, cerca de 61,7%, deixando de receberem R$ 4.638,00 e passando para R$ 7,5 mil.

O salário dos vereadores sai dos atuais R$ 7,5 mil para R$ 10 mil, cerca de 33,3% de aumento. O presidente da Câmara passa a receber R$ 16,5 mil e não mais R$ 13.505,00, um reajuste de 22,1%.

Da Assessoria
Publicada por F@F em 21.06.2020

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.