Header Ads

ASSISTA! Prisão de suspeito termina em agressão de delegada contra advogado

O presidente da OAB-PB, Paulo Maia, criticou as agressões que teriam sido desferidas contra o advogado

O secretário de segurança pública da Paraíba, Jean Nunes, defendeu a apuração do caso (Foto: Reprodução)

Uma auto de prisão em flagrante por tráfico de drogas terminou em confusão entre uma delegada e um advogado, nesta quinta-feira (24), na Central de Polícia em João Pessoa. O episódio deve ser investigado pela Polícia Civil e acompanhado pela Comissão de Prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Paraíba (OAB).

Clique AQUI e assista aos vídeos 

Conforme apurou a reportagem, a confusão começou durante a prisão em flagrante de um suspeito por tráfico de drogas, quando a delegada Viviane Magalhães teria maltratado e agredido fisicamente o advogado do homem. O fato teria ocorrido após um desentendimento sobre a permanência ou não do profissional durante as diligências.

“Você está pensando o quê?”, diz a delegada ao advogado, em vídeo que circula nas redes sociais. Também é possível ouvir xingamentos. (VEJA ABAIXO) Nesta sexta-feira (25), o advogado voltou à Central de Polícia para prestar queixa contra a delegada, quando ocorreu um novo desentendimento. Dessa vez, envolvendo discussões com o também delegado Afrânio Doglia.

Segundo o delegado-geral da Polícia Civil, Isaías Gualberto, o fato será apurado e as investigações serão acompanhadas pela OAB. “Será apurado pelos órgãos de corregedoria, inclusive está havendo uma reunião agora com mais de 15 delegados”, disse.

O secretário de segurança pública da Paraíba, Jean Nunes, defendeu a apuração do caso. “Determinamos que a situação fosse pacificasse a situação e a determinação é de apuração dos órgãos correcionais, qualquer um que seja responsável por algum excesso praticado, alguma prática em desacordo com a função naturalmente será comunicado à corregedoria de quem praticou o ato infracional”, disse.

O presidente da OAB-PB, Paulo Maia, criticou as agressões que teriam sido desferidas contra o advogado. “Num Estado Democrático de Direito, ninguém está acima da lei”, resumiu.

Do Polêmica Paraíba
Publicada por F@F em 26.09.2020

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.