Header Ads

Homem negro espancado e morto em supermercado é enterrado em Porto Alegre

Beto, como era conhecido, começou a ser velado às 8h e o enterro aconteceu às 12h

João Alberto Silveira, espancado e morto por segurança do Carrefour, foi enterrado neste sábado (21) em Porto Alegre (Foto: Jonas Campo)
O corpo de João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, espancado e morto em uma unidade do supermercado Carrefour, foi enterrado na manhã deste sábado (21), no Cemitério São João, na Zona Norte de Porto Alegre.

Muito abalada, a mulher de João Alberto, Milena Borges Alves pediu justiça. “Eu não tenho nada pra falar. Só quero justiça, quero que paguem”.

Uma das filhas dele, Taís Amaral Freitas, agradeceu o apoio que a família tem recebido. “A gente até se sente confortável por isso, mas mesmo assim, não traz a vida de volta. Não tem muito o que falar, depois de ver aquelas imagens, horrível”.

Amigo próximo do soldador, Noé Fernando Pithan também prestou uma última homenagem.

“Brincalhão, divertido, parceiro mesmo, até eu tenho camisa de clube que ele me deu, e gostava de andar de boné, camisa de clube. Não tem como aceitar uma coisa dessa, não tem como, ninguém vai te explicar isso daí”, desabafa.

Beto, como era conhecido, começou a ser velado às 8h e o enterro aconteceu às 12h.

João Alberto foi morto por dois seguranças do supermercado na noite de quinta-feira (19). Segundo a polícia, a vítima teria feito um gesto para uma funcionária do mercado, o que a fez chamar a segurança do local.

Beto foi acompanhado pelos dois homens ao estacionamento da unidade. De acordo com a polícia, ele teria dado um soco em um dos seguranças, quando começaram as agressões. A vítima foi agredida por cerca de 5 minutos pelos dois homens.

O Samu foi acionado, mas ele morreu no local. Os dois homens foram presos em flagrante e devem responder por homicídio triplamente qualificado.

Do G1
Publicada por F@F em 22.11.2020

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.