Header Ads

Diego Tavares faz balanço de 90 dias no Senado e assume Secretaria Governamental da PMJP

Tavares fez balanço positivo dos cerca de 90 dias no Senado e prometeu “muito trabalho por João Pessoa” 

Nailde Panta (que fica na vaga de Diego), a senadora Daniella Ribeiro e o secretário Diego Tavares (Foto: Assessoria)
O senador Diego Tavares (Progressistas) formalizou o seu afastamento do Senado Federal para assumir a Secretaria de Gestão Governamental, cargo para o qual foi nomeado pelo prefeito Cícero Lucena, do mesmo partido, na última sexta-feira, dia 1º de janeiro. Tavares agradeceu a senadora licenciada Daniella Ribeiro, pela oportunidade de servir à Paraíba e o Brasil nesses pouco mais de 90 dias, prometeu retribuir a confiança do prefeito pessoense “com muito trabalho por João Pessoa”, e desejou boa sorte a Nailde Panta, que assume o exercício do mandato até o dia 21 de janeiro.

“O meu sincero agradecimento à senadora Daniella Ribeiro, pela confiança do exercício do mandato parlamentar que procurei cumprir ao longo desses dias, dando seqüência a um trabalho que tem orgulhado a todos. Da mesma forma, o meu muito obrigado ao prefeito Cícero pela oportunidade de integrar a sua administração, certo de que estarei dedicando todas as minhas forças e energias  para ajudá-lo a fazer um governo que vai trabalhar muito para cuidar da cidade e das pessoas”, registrou.

Em pouco mais de 90 dias no Senado Federal, Diego Tavares liderou a bancada do seu partido, o Progressistas, participou de comissões importantes, como a de Constituição e Justiça (CCJ), apresentou e aprovou projetos, como o que destina parte de recursos arrecadados com multas de trânsito para melhoria da acessibilidade urbana, aprovado por unanimidade pela Casa, e chegou a ganhar destaque na mídia nacional por relatar iniciativas de relevo, como o que prevê o uso de aviões agrícolas no combate aos incêndios florestais e o que garante investimentos de quase R$ 1 bilhão para levar internet de qualidade e em alta velocidade para as escolas de todo o país até 2024 por meio do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust). 

Diego Tavares também participou de votações importantes no Senado Federal, como a que aprovou a nova lei de falências, a que suspendeu o pagamento do Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (Profut) durante o estado de calamidade pública decorrente da pandemia, e na derrubada de vetos à desoneração da folha de pagamento. Tavares votou indicações para agências reguladoras, embaixadores de vários países e participou da sabatina que resultou na aprovação de Kássio Nunes Marques para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). 

  Em sua primeira passagem pelo Senado Federal, Diego Tavares chegou ainda a presidir por alguns instantes a sessão do Congresso Nacional, por ocasião da apreciação do orçamento de 2021 do Governo Federal, no final do último mês dezembro.  

Da Assessoria de Comunicação
Publicada por F@F em 05.01.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.