Header Ads

ASSISTA! Prefeito toma posse montado em boi, de gibão e reduz o próprio salário ao mínimo

Nesta terça-feira (4), o prefeito realizou seu primeiro ato administrativo, reduzindo o próprio salário, de R$ 16 mil, para o equivalente ao salário mínimo: R$ 1.100,00

Prefeito tomou posse montado em boi (Foto: Divulgação)
O prefeito eleito Tiago Dias (PCdoB), de Jacobina, na Bahia, decidiu comparecer a cerimônia de posse trajado como um sertanejo tradicional: gibão de couro.

CONFIRA! Prefeito de Jacobina toma posse montado em boi e vestido com gibão de couro

A cerimônia de posse, ocorrida na última sexta-feira (1º) na sede do Legislativo municipal, repercutiu nas redes sociais. Assista no vídeo acima.

Nesta segunda-feira (4), o prefeito realizou seu primeiro ato administrativo, reduzindo o próprio salário, de R$ 16 mil, para o equivalente ao salário mínimo: R$ 1.100,00.

No decreto publicado na segunda-feira (4), apenas o prefeito teve salário reduzido.

“Eu tomei algumas decisões já na pré-candidatura, e uma delas foi que eu iria reduzir o salário do prefeito para o mínimo. Pela sensibilidade que o homem público tem que ter, de que o trabalhador é trabalhador. 90% das pessoas em Jacobina e em outros estados do Brasil sobrevivem com um salário mínimo, diferente do prefeito. Eu tenho aqui carro à disposição, combustível à disposição, assessoria à disposição. Estou bem à frente do trabalhador e da trabalhadora nesse ponto. Então a gente tem que dar o exemplo", disse ele.

Tiago Dias disse ainda que não chegou a mencionar a redução salarial que pretendia na campanha política.

"Não falei em campanha sobre o decreto, para não ser demagogo. E fiz quando tive à disposição o Diário Oficial, para publicar a decisão dessa medida. Estou realizado, contente e feliz. Porque o homem público, o prefeito, ele não está nem acima e nem abaixo do trabalhador e da trabalhadora, tem que estar lado a lado. Não adianta no discurso a gente colocar que está trabalhando para o povo, se não viver como o povo vive", argumentou.

“Não adianta apenas o discurso, tem que ser na prática. O prefeito tem combustível, telefone, assessoria, e outras coisas que já nos colocam 100 vezes mais à frente do trabalhador e da trabalhadora, além disso tudo, se com um  salário  trabalhador e a trabalhadora conseguem sobreviver, por que o prefeito não consegue”, disse o prefeito.

“Já estão todos atentos, para que esse recurso que vai retornar do meu salário seja distribuído proporcionalmente para as instituições que cuidam de crianças vulneráveis. Algumas nós já temos convênios, do município com a instituição. Aí a minha equipe está vendo se vai arquivar nesses convênios, abrindo novos recursos, ou se vão abrir novos convênios para os repasses. A gente vai cuidar disso até o final do mês”, disse.

Veja o vídeo

Do ClickPB
Publicada por F@F em 05.01.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.