Header Ads

EM CG! Após três dias hospitalizado, menino que ingeriu líquido de colírio, recebe alta

Após o susto, a mãe de Heitor comemora a recuperação do filho

Heitor Oliveira (Foto: Arquivo Pessoal/Ítalo Oliveira)
Um menino de 2 anos passou três dias hospitalizado após ingerir o líquido de um frasco de colírio, em Campina Grande. Ele foi internado na sexta-feira (19) no Hospital de Trauma, onde chegou a ser levado para a Unidade de Terapia Intensiva. Após melhora, Heitor Oliveira recebeu alta neste domingo (21) e já está em casa.

De acordo com a mãe de Heitor, Anne Oliveira, a família achou que ele não resistiria à gravidade do quadro. “Ele estava assistindo [à televisão] com o tio e quando vi ele já tinha tomado o conteúdo do frasco e estava com ele na boca, mordendo a ponta”, relatou.

Em seguida, os pais levaram a criança imediatamente ao Hospital de Trauma. “Não paramos em sinais vermelhos, nem nada, mas ele já chegou desfalecido ao hospital”.

Na unidade referência em emergências, o menino recebeu atendimento e chegou a passar algumas horas na UTI para tratar a intoxicação.

Após o susto, a mãe de Heitor comemora a recuperação do filho: “ele está bom todo! O susto foi grande, mas graças a Deus ele está bem!”.

Segundo a médica Noadja Andrade, que atende no hospital, casos de acidentes domésticos envolvendo deglutição de objetos são comuns e acontecem todos os dias. “A gente chama atenção porque é uma coisa trágica na vida das famílias, sendo considerada pelo Ministério Público como sendo o principal caso de morte entre crianças de 0 a 14 anos. É um problema de saúde pública”, destacou.

Na semana passada, uma criança de 9 anos deu entrada no hospital após engolir um cadeado. De acordo com a assessoria da unidade de saúde, o menino chegou ao local na segunda-feira (15) e passou por um procedimento de endoscopia para retirada do corpo estranho. Após o procedimento, a criança ficou em observação por algumas horas e teve alta em seguida.

Ainda conforme a médica, o melhor a se fazer é a prevenção por parte dos pais, pois a maioria dos acidentes acontecem em poucos segundos.

Do G1 Paraíba
Publicada por F@F em 24.02.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.