Header Ads

Jackson defende prisão de Bolsonaro após ato: “Comete crime de responsabilidade”

Jackson citou ainda que Bolsonaro comete crime de saúde pública ao incentivar a aglomeração de pessoas

Jackson Macedo, presidente do PT-PB (Foto: Reprodução)
João Pessoa (PB) - O presidente do PT da Paraíba, Jackson Macêdo, defende que Jair Bolsonaro seja preso após as manifestações do dia 7 de setembro, data em que se comemorou o Dia da Independência e os bolsonaristas foram às ruas com pautas antidemocráticas como o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Ele tem que ser preso porque ele comete crime de responsabilidade, afronta a Constituição, os poderes, a democracia brasileira e ameaça ministros da Suprema Corte brasileira. Já imaginou um cidadão comum ameaçando um ministro da Suprema Corte? Ele estava preso. O que ele fez é crime, crime de responsabilidade. Ele tem que ser preso e ser julgado. Tem que responder pelos seus atos”, afirmou.

Jackson citou ainda que Bolsonaro comete crime de saúde pública ao incentivar a aglomeração de pessoas e não usar máscaras em suas manifestações públicas.

“Além dos problemas de saúde pública: ele aglomera, ele não usa máscara, ele não se vacinou. Ele estimula que as pessoas desdenhem do coronavírus. Então ele tem que ser responsabilizado”, finalizou.

Do PB Agora
Publicada por F@F em 09.09.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.