Header Ads

MPF investigará se Michelle Bolsonaro atuou na CEF para favorecer amigos

Revista 'Crusoé' informou nesta sexta-feira que primeira-dama agiu junto ao presidente da Caixa, Pedro Guimarães, a fim de liberar financiamentos para comerciantes e pequenos empresários

Michelle Bolsonaro (Foto: Reuters/Adriano Machado)
Rio de Janeiro (RJ) - A Procuradoria da República do Distrito Federal decidiu investigar a suposta atuação da primeira-dama Michelle Bolsonaro para favorecer empresas de amigos com empréstimos da Caixa Econômica Federal, informou nesta sexta-feira a revista "Crusoé".

CONFIRA: MPF decide apurar suposta atuação de Michelle Bolsonaro para favorecer amigos com empréstimos da Caixa, diz revista

A publicação obteve e-mails e documentos de indicados a receber o financiamento. A primeira-dama teria feito gestões junto ao presidente da Caixa, Pedro Guimarães, a fim de obter a liberação dos empréstimos para comerciantes e pequenos empresários do setor de serviços.

Um dos e-mails, de uma assessora especial da Presidência da República, enviava à Caixa os documentos dos contemplados.

“A pedido da sra. Michelle Bolsonaro e conforme conversa telefônica entre ela e o presidente Pedro, encaminhamos os documentos dos microempresários de Brasília que têm buscado crédito a juros baixos”, dizia a mensagem, de maio passado.

No mesmo mês, em meio à pandemia de Covid-19, pequenas empresas em crise se queixavam da dificuldade para obter acesso a linhas de crédito oficiais como recurso para impedir o fechamento dos negócios.

De acordo com a reportagem, os empréstimos aos amigos de Michelle Bolsonaro foram concedidos por meio do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), lançado pelo governo para oferecer dinheiro com juros baixos e condições facilitadas a micro e pequenas empresas durante a pandemia.

Ainda segundo a "Crusoé", a maioria das operações foi assinada em uma agência em Taguatinga, cidade vizinha a Brasília, depois que a equipe do presidente da Caixa encaminhou os pedidos da primeira-dama.

A TV Globo procurou o Palácio do Planalto a fim de obter a versão do governo e aguardava resposta até a última atualização desta reportagem.

A assessoria da Caixa Econômica Federal divulgou a seguinte nota:

"A Caixa informa que a concessão de crédito para empresas via Pronampe exige enquadramento prévio pela Receita Federal do Brasil e rigorosa análise de riscos do banco, que ocorre mediante processo totalmente automatizado, independente e sem interação humana. Até o momento, a Caixa concedeu empréstimos via Pronampe para mais de 240 mil Micro e Pequenas Empresas (MPE), todos eles obedecendo o mesmo procedimento interno."

Do g1
Publicada por F@F em 01.10.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.