Header Ads

Azevêdo sinaliza para aliança com PSD

Governador está no Cidadania e poderá mudar de partido

Aliados do ex-prefeito Romero Rodrigues declararam apoio à reeleição do governador João Azevêdo (Foto: Reprodução)
João Pessoa (PB) - O governador João Azevêdo (Cidadania) tratou como “pessoal” a decisão do ex-prefeito Romero Rodrigues (PSD), de Campina Grande, em apoiar a pré-candidatura do deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) ao Governo da Paraíba.

“É uma decisão pessoal, respeito. Os motivos que levaram ele a tomar essa decisão, ele que tem que explicar. Eu sempre digo que o contato que tivemos, através da secretária Eva [Gouveia] foi no sentido de fortalecer essa grande aliança e acho que estamos nessa direção”, disse Azevêdo durante agenda em Itabaiana nesta segunda-feira (31).

Romero e João ensaiavam uma aliança para este ano, o que acabou não se consolidando. Aliados do ex-prefeito, incluindo Moacir Rodrigues, irmão do ex-gestor campinense, se reuniram com o governador nas últimas semanas.

O casamento político teve início no ano passado por sugestão do deputado Manoel Ludgério (PSD), que, em entrevista ao blog do jornalista Heron Cid, no Portal MaisPB, apostou que seria possível uma grande aliança entre as principais forças políticas da Paraíba.

Após quase dez meses de flertes, a vereadora Eva Gouveia, fundadora do PSD na Paraíba, foi nomeada secretária de Estado. A ida da viúva de Rômulo Gouveia para o projeto de reeleição de João Azevêdo sinalizava que Romero também pudesse seguir o mesmo caminho.

Na última sexta-feira (28), porém, Romero divergiu de vereadores e prefeitos aliados e anunciou apoio a Pedro Cunha Lima, opositor de João. O anúncio pegou integrantes do PSD de surpresa. O partido estuda, inclusive, destituir Rodrigues da presidência no estado, com aval do presidente nacional Gilberto Kassab.

Do MaisPB
Publicada por F@F em 31.01.2022

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.