Header Ads

Após fugir de hospital em João Pessoa, polícia busca acusado de abuso sexual

O delegado pediu que as pessoas fiquem atentas à fotografia do acusado

Homem acusado de abuso sexual (Foto: Reprodução)
João Pessoa (PB) - A Polícia Civil da Paraíba segue em busca de recapturar um homem conhecido como “Maníaco da praia” – considerado o criminoso mais perigoso com atuação em Cabedelo e região metropolitana de João Pessoa – que fugiu do Ortotrauma de Mangabeira (Trauminha), onde estava custodiado, após ter sido preso na cidade de Gandu na Bahia.

“Foi uma das prisões mais importantes do núcleo. Um estuprador que confessou que adentrou o imóvel de primeiro andar, amarrou uma vítima e estuprou outra, ainda levando objetos das pessoas. É um indivíduo de altíssima periculosidade e teve a ousadia de fugir”, afirmou o delegado Diego Garcia.

O delegado pediu que as pessoas fiquem atentas à fotografia do acusado, para que ele seja identificado e “que seja colocado de volta atrás das grades tal como da outra vez, que a equipe foi até a Bahia conseguir a prisão”. “É muito provável que ele já esteja em outro estado, com certeza esse indivíduo não está mais na Paraíba, mas é preciso estar atento, pois é uma pessoa muito perigosa e pretendemos trazê-lo o mais breve possível de volta atrás das grades”, disse.

Prisão

A prisão do “Maníaco da Praia”, considerado o criminoso foi realizada pela Polícia Civil da Paraíba, por intermédio de uma Força Tarefa integrada pelas Delegacias da Mulher de Cabedelo, Deam de João Pessoa (Zona Norte) e Núcleo de Homicídios e Repressão Qualificada de Cabedelo, com apoio da Setor de Inteligência no dia 11 de fevereiro de 2021.

O homem é acusado de ter praticado os crimes de estupro, furto, assalto e invasão a domicílio na praia de Ponta de Campina, em Cabedelo, em dezembro de 2020.

Fuga

A fuga aconteceu no dia 3 de fevereiro deste ano. O acusado, juntamente com outra pessoa que estava sob custódia no Trauminha, teriam aproveitado o barulho de obras na unidade de saúde, devido a um vazamento de água no prédio, para quebrar uma parede e fugir.

Os presos se recuperavam de cirurgias na perna e no baço.

Do Polêmica PB com Paraíba.com
Publicada por F@F em 11.02.2022

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.