Header Ads

OPINIÃO! Colunista volta a criticar desvalorização do professor no Brasil

No Brasil, o professor é reconhecido de forma justa?

Professor Jorge Lucena (Foto: Fato a Fato)
Essa pergunta deve ser feita por toda a sociedade Brasileira, de forma verdadeira e sem hipocrisia, já que de forma sã todos sabem que a educação é com certeza o caminho a ser seguido por toda sociedade organizada, no entanto falar em educação hoje é refletir de forma inerente, a imagem de um dos profissionais mais requisitados e necessários nos dias atuais, o professor, que diante das atuais circunstâncias é um dos profissionais que merece receber de toda a sociedade respeito, admiração e prestígio.

O Professor é o profissional responsável em grande parte, pela formação dos inúmeros outros profissionais que atuam em nossa sociedade. No entanto infelizmente ainda não recebe de nós o reconhecimento a que eles têm direito, além de serem usados como promessas de palanques, no sentido de receberem melhorias e condições dignas de trabalho, pouco ou quase nada esta sendo feito, no sentido de melhorar verdadeiramente a nossa educação. Grandes partes dos nossos parlamentares se intitulam defensores da educação e dos profissionais que nela atuam, no entanto a cada inicio de mandato nada é feito no sentido de ao menos reconhecer, o quanto esses profissionais são necessários a nossa sociedade. Não falo de salários, já que esse tema ao que parece quanto mais é discutido, mais o professor fica desprivilegiado financeiramente.

Infelizmente mesmo tendo ex-professores fazendo parte de nossos parlamentos, praticamente nada é realizado na forma de projeto no sentido de reconhecer o trabalho indispensável desses profissionais, três grandes benefícios que algum parlamentar  verdadeiramente defensor da educação poderia fazer na forma de projeto, no sentido de reconhecer o valor do professor, o primeiro seria federalização dos salários, pois essa seria com certeza a primeira forma de acabarem com as várias injustiças que ainda prevalecem Brasil afora, a segunda seria a isenção de pagamento de imposto de renda ou redução de pelo menos 40% do valor total, tudo isso claro obedecendo alguns critérios como mais de sete anos de trabalho efetivo dentro da escola pública.

E por fim a isenção de impostos e facilitação no financiamento da compra de veículos automotivos populares com capacidade para no máximo cinco pessoas, pois diante dos enormes problemas de mobilidade que a nossa sociedade se encontra, ainda é bastante comum encontrar nas estradas Brasil afora, Professores que moram em determinados municípios com enormes problemas de mobilidade, por terem que se deslocarem para outros onde os mesmos lecionam. Essas propostas com certeza podem proporcionar uma substancial melhoria na qualidade de vida do professor, pois além de melhorias na saúde, ele ira adquirir certa facilidade de locomoção. Dessa forma provamos que para valorizar esse profissional de forma verdadeira, basta apenas proporcionar benefícios na forma de projetos de lei em nossos parlamentos, e com certeza no futuro veremos o resultado que queremos, com uma educação de qualidade, e com profissionais valorizados e satisfeitos.

Por Jorge Lucena dos Santos (professor, colunista de Fato a Fato)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.