Header Ads

Cantor pode prestar serviços comunitários por ataques a Fernanda Lima

Atriz e apresentadora teria sido atingida pelo cantor sertanejo Eduardo Costa

Atriz Fernanda Lima e o cantor Eduardo Costa (Foto: Da Net)
Segundo informa o jornalista Ancelmo Gois, em sua coluna no jornal O Globo, o sertanejo Eduardo Costa, que xingou a apresentadora Fernanda Lima depois que ela fez um discurso feminista em seu programa na TV Globo, no fim de 2018, poderá cumprir 50 horas de serviços comunitários durante um mês. A sugestão é do Ministério Público do Rio de Janeiro. 

Entenda 

O programa Amor & Sexo, da Rede Globo, que foi ar no dia sete de novembro de 2018, teve o seu episódio encerrado pela apresentadora Fernanda Lima com um contundente discurso feminista. A fala, que causou polêmica nas redes e gerou a ira do sertanejo, foi interpretada como um desafio ao governo do presidente eleito Jair Bolsonaro.

“Chamam de louca a mulher que desafia as regras e não se conforma. Chamam de louca a mulher cheia de erotismo, de vida e de tesão. Chamam de louca a mulher que resiste e não desiste. Chamam de louca a mulher que diz sim e a mulher que diz não. Não importa o que façamos nos chamam de louca. Se levamos a fama, vamos sim deitar na cama. Vamos sabotar as engrenagens desse sistema de opressão. Vamos sabotar as engrenagens desse sistema homofóbico, racista, patriarcal, machista e misógino. Vamos jogar na fogueira as camisas de força da submissão, da tirania e da repressão. Vamos libertar todas nós e todos vocês. Nossa luta está apenas começando. Prepare-se porque essa revolução não tem volta. Bora sabotar tudo isso?”

Do Brasil 247
Publicada por F@F 17.04.19, às 18h30

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.