Header Ads

Suspeito de estupros é espancado após fotos serem divulgadas em redes sociais

A delegada Maíra Roberta confirmou que, após o espancamento, outras três vítimas de estupros reconheceram o suspeito

Vítima reconheceu acusado (Foto: Focando a Notícia)
Um homem suspeito de estuprar mulheres em Campina Grande foi detido e espancado por moradores do bairro Mutirão, na tarde desta terça-feira (23). Ele foi reconhecido após fotos dele terem sido divulgadas em redes sociais como suspeito dos estupros. A Polícia Civil informou que não divulgou as imagens, mas que as cinco vítimas dos estupros reconheceram o homem por meio de fotos espalhadas em aplicativos de mensagens.

O homem espancado foi preso depois de pedir socorro à Polícia Militar quando estava sendo espancado por moradores. Ele foi levado para o Hospital de Trauma de Campina Grande, com vários ferimentos.

Até as 14h55 desta terça-feira, o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande ainda não havia divulgado informações sobre o estado de saúde do suspeito espancado.

Os estupros estavam ocorrendo há alguns meses e o último caso foi registrado na madrugada desta terça-feira. Até o fim da manhã desta terça-feira, duas vítimas procuraram a Polícia Civil e confirmaram que foram abusadas por um homem com as mesmas características. Os estupros estavam ocorrendo em bairros na zona oeste da cidade.

A delegada Maíra Roberta confirmou que, após o espancamento, outras três vítimas de estupros reconheceram o suspeito por fotos espalhadas pelas redes sociais.

O primeiro caso tornado público foi de uma mulher vítima de estupro na madrugada desta terça-feira (23). A Polícia Militar conseguiu flagrar o momento que um homem estuprava a jovem em um matagal no bairro Mutirão, em Campina Grande. No momento da chegada da polícia, o suspeito atirou contra os militares e fugiu correndo, mas deixou a moto, uma arma, celulares, um colete de mototáxi e um capacete.

Reconhecimento pela reportagem

Uma adolescente de 17 anos também registrou um Boletim de Ocorrência na Central de Polícia Civil de Campina Grande após a veiculação da reportagem da TV Paraíba que relatou o caso da jovem que foi vítima de estupro durante um assalto, na madrugada desta terça-feira (23). A adolescente relatou que também foi estuprada pelo mesmo suspeito, cerca de um mês antes, e que reconheceu na reportagem o colete de mototaxista, a moto e a arma apreendida pela polícia.

A adolescente foi à polícia ainda na manhã desta terça, acompanhada da mãe. Segundo o boletim e a entrevista concedida à TV Paraíba, ela teria sido estuprada pelo homem no bairro do Cinza. “Ele me abordou, pegou meu celular e me levou pra um matagal e abusou de mim”, contou.

“Eu conheci o colete, a moto e a arma dele. Ele apontava essa mesma arma pra mim, botava na minha cabeça”, relatou a adolescente à TV Paraíba.

“Se ele tiver feito isso com outras mulheres, que elas venham aqui (na polícia) pra ele ser preso e pagar pelo que ele fez”, disse a adolescente.

A polícia pede para que outras vítima de casos parecidos denunciem e vão até a delegacia prestar depoimentos para tentar reunir provas contra o suspeito.

“É difícil demais, é muito ruim passar por isso”, afirmou a adolescente.

Assalto seguido de estupro

A mulher que a adolescente viu o caso na TV foi vítima de estupro após um assalto, por volta da 1h40 desta terça-feira (23). Ela e a mãe foram abordadas no bairro da Ramadinha II. A vítima, de 19 anos, estava saindo do trabalho com a mãe quando as duas foram surpreendidas pelo criminoso em uma moto.

Também em depoimento à TV Paraíba na manhã desta terça, a mulher relatou que o homem apareceu quando ela e a mãe estavam chegando em casa. O suspeito teria anunciado o assalto apontando a arma, pedindo os celulares e o dinheiro delas.

O suspeito revistou a bolsa da mãe e roubou os celulares. Em seguida, ele mandou a filha subir na moto e a raptou. O homem a levou para um matagal, que fica próximo ao Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol), no bairro do Mutirão, e a estuprou, sob ameaças.

Instantes depois, a Polícia Militar chegou ao local e houve troca de tiros com o suspeito, que conseguiu fugir. Ainda de acordo com a PM, o homem deixou para trás vários objetos que facilitaram a identificação dele. No local, foram apreendidos vários celulares, sendo um do suspeito, um colete de mototáxi com a numeração de registro e a moto utilizada pelo homem.

Do G1
Publicada por F@F em 24.04.19, às 01h03

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.