Header Ads

Por falta de pagamento, anestesiologistas suspendem cirurgias em CG

Os médicos informam que somente retomarão as cirurgias quando o contrato for honrado pela Prefeitura 

Hospital Pedro I e o prefeito Romero (Foto: Da Net)
Os médicos anestesiologistas do Hospital Pedro I, em Campina Grande, irão suspender as cirurgias eletivas a partir do próximo dia 14 de junho. O motivo seria a falta de pagamento referente a um contrato de prestação de serviço dos médicos com a Secretaria de Saúde de Campina Grande.

A informação foi confirmada à reportagem do Portal WSCOM pelo presidente da Cooperativa Campinense de Anestesiologistas  – Cocan, Carlos Roberto de Souza Oliveira. O setor jurídico da Cocan, no entanto, não atendeu às ligações para detalhar a situação.

De acordo com o comunicado feito à Promotora de Justiça Adriana Amorin Lacerda, o contrato de prestação de serviço firmado ente a Cocan e o Hospital Pedro I, que é administrado pela Prefeitura, prevê como data de pagamento dos salários desses profissionais o dia 10 do mês subsequente ao trabalhado, mas esse atraso já dura três meses.

Os médicos informam que somente retomarão as cirurgias quando o contrato for honrado pela Prefeitura e que o atendimento naquela unidade só se dará em casos de urgência. 

Veja o ofício encaminhado à Promotora:


Do Wscom
Publicada por F@F em 11.06.19, às 14h46

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.