Header Ads

OUÇA ÁUDIO! Acusada de matar empresário de Patos é presa e confessa o crime

O mandado de prisão de Marília foi expedido pela 1º Vara da Comarca de Guarabira, onde tramita, sob segredo de justiça, o inquérito policial que investiga o caso

Acusada foi presa e o celular apreendido (Foto: PC)
Na manhã da última sexta-feira, dia 12 de julho,  na cidade de Bananeiras-PB, policiais civis e militares de Guarabira-PB (8DSPC e 4BPM) prenderam Marília de Carvalho Marinho, 22 anos de idade, acusada de, na noite de 08 de junho de 2019, ter assassinado o comerciante patoense Pedro Morais de Medeiros Neto (38 anos), com quem matinha relação extraconjugal. Na ocasião, o celular da vítima foi apreendido com a acusada. No dia do crime, Pedro veio à cidade de Guarabira e foi morto a tiros, próximo ao memorial Frei Damião.

Clique AQUI e ouça o áudio com a entrevista da acusada

Na ocasião, o carro, documentos e pertences da vítima desapareceram do local do fato. Após sua prisão, Marília revelou onde o veículo de Pedro foi escondido. O carro, um GM/Prisma, foi encontrado queimado e “depenado” na zona rural do município de Barra de Santa Rosa-PB (distante 97 Km de Guarabira). 

O automóvel foi periciado e a acusada interrogada na delegacia do Núcleo de Homicídios de Guarabira (8DSPC). Marília confessa a autoria do crime e alega ter matado Pedro por estar sendo chantageada por ele. Além da relação amorosa, ambos eram sócios em negócios.

Após audiência de custódia, a acusada foi encaminhada ao Presídio Júlia Maranhão, em João Pessoa. O mandado de prisão foi expedido pela 1º Vara da Comarca de Guarabira, onde tramita, sob segredo de justiça, o inquérito policial que investiga o caso.

Do Portal Mídia com Fato a Fato e Patos Verdade
Em 15.07.19, às 17h46

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.