Header Ads

Palmeiras volta bem, mas erros em contra-ataques evitam vitória maior

Time saiu na frente cedo e acumulou oportunidades diante da dificuldade para o Inter se recompor. Teve lance até de 3 contra 1 no campo colorado que não resultou no 2º gol

COPA DO BRASIL - Palmeirenses comemoram vitória sobre o Internacional de Porto Alegre (Foto: LanceNet)
O Palmeiras saiu na frente nas quartas de final da Copa do Brasil e agora joga por um empate para se classificar contra o Inter, no Beira-Rio. O 1 a 0 no Allianz Parque é uma vantagem importante no confronto de 180 minutos, claro, mas fez o palmeirense deixar a arena com a sensação de que perdeu a chance de já encaminhar a vaga à próxima fase.

Isto porque o time voltou bem da pausa e mesmo depois de abrir o placar cedo, com Zé Rafael, continuou atacando o Colorado. Com muita movimentação entre Dudu, Zé, Lucas Lima e Deyverson, o time de Luiz Felipe Scolari criava o suficiente para fazer o 2 a 0.

O problema foram os sucessivos erros no "último passe". O Inter dava o que o Verdão queria, campo para o contragolpe. Contudo, o toque que deixaria o palmeirense na cara do gol frequentemente saiu com algum defeito. 

Estes erros ficaram mais sentidos depois do intervalo, quando Odair Helmann colocou D'Alessandro e fez o Internacional ter mais posse no ataque. Se no primeiro tempo os gaúchos tinham dificuldade para reter a bola próximo da área alviverde, no segundo os vistantes tornaram-se mais perigosos.

Ainda assim, o Palmeiras tinha muito espaço para contra-atacar. Deyverson, depois de uma boa primeira etapa, passou a matar jogadas que pareciam promissoras, como um contra-ataque de três palmeirenses contra apenas um defensor colorado. O passe do camisa 16 para Lucas Lima saiu totalmente torto, para revolta dos 36 mil torcedores no Allianz Parque.

Guerrero, bem contido pelo bom jogo da dupla Luan e Gustavo Gómez, saiu já no fim e ouviu muitas vaias da torcida palmeirense, que não esquece o passado do peruano no Corinthians. O público em contrapartida aplaudiu a volta de Willian, que estreou na temporada após lesão séria no joelho direito, em 2018.

Agora em vantagem na Copa do Brasil, o Palmeiras chegou a 13 partidas sem sofrer gols como mandante - 11 delas no Allianz Parque. Mas não fosse por tanto desperdício, o time de Felipão poderia chegar no Beira-Rio, quarta-feira que vem, podendo até perder, caso tivesse melhor aproveitamento.

Do LanceNet
Publicada por F@F em 11.07.19, às 01h20

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.