Header Ads

VÍDEOS! Neide cobra do prefeito de GBA "dinheiro do professor" e fardamento dos alunos

Vereadora disse que "resto a pagar ao professor" se trata de verba liberada pelo Ministério da Educação, mas a Prefeitura de Guarabira ainda não fez o repasse

Momento em que a vereadora Neide de Teotônio (dir) cobra do prefeito Marcus Diôgo (esq) o repasse de recursos dos professores e o fardamento dos alunos do município (Foto: Reprodução)
A vereadora Josineide Nicolau (Neide de Teotônio - PPS) aproveitou a ida do prefeito em exercício Marcus Diôgo (PSDB) à Câmara Municipal, na sessão de abertura do segundo período legislativo realizada na última quinta-feira (01), e cobrou dele o repasse de recursos vindos do Ministério da Educação e destinados aos professores do município de Guarabira. 

Na ocasião, a vereadora Neide também interpelou o gestor guarabirense sobre o fardamento escolar dos alunos da rede municipal de ensino que, segundo ela, até agora não foi devidamente entregue ao alunado, mesmo o ano letivo já estando no segundo semestre.

Neide disse, em interpelação cara a cara com Marcus Diôgo, que os recursos vindos do ME são um direito do magistério municipal. "Outras cidades, a exemplo de Pirpirituba, já fizeram o repasse para os professores. Por que Guarabira ainda não fez esse pagamento?", cobrou.

A verba, a ser repassada aos professores do município de Guarabira, é em torno de R$ 2.800.000,00 (dois milhões e oitocentos mil reais). O dinheiro é um resto a pagar aos educadores, liberado pelo Ministério da Educação. Várias cidades da região já fizeram a distribuição dos recursos, mas Guarabira não.

Em relação ao fardamento dos alunos da rede municipal de ensino, Neide também pediu providências, já que o atual ano letivo está no segundo período e nada foi resolvido quanto a questão. "Nossos alunos, inclusive os mais humildes, continuam indo para a escola sem uniformes. Esperamos que a gestão municipal resolva o problema, pois prometeram demais e quase nada fizeram nesse sentido", disse a vereadora durante entrevista à editoria de Fato a Fato.

No caso do repasse do 'resto a pagar aos professores", o prefeito disse que o problema está sendo resolvido pela Procuradoria Jurídica do município. Quando o fardamento dos alunos, Marcus Diôgo afirmou que a Secretaria Municipal de Educação está providenciando a licitação.

Veja vídeos



Da Redação/Fato a Fato
Em 04.08.19, às 23h55

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.