Header Ads

FARRA DAS DIÁRIAS! Vereadores e contador da CM de Santa Rita são presos nesta terça (5)

Parlamentares e contador são acusados de peculato por farra em pagamento de diárias

Prisões dos vereadores ocorreram na madrugada desta terça-feira, dia 5 de novembro (Foto: News Paraíba)
Uma operação conjunta entre as Delegacias de Repressão ao Crime Organizado e de Combate à Corrupção DRACO/DECCOR e o Gaeco do Ministério Público da Paraíba prendeu, na madrugada desta terça-feira (5), onze vereadores da cidade de Santa Rita, além do contador da Câmara Municipal.

Clique AQUI e veja vários vídeos das prisões

A operação ocorreu na BR 101, em frente ao posto da Polícia Rodoviária Federal, no distrito de Mata Redonda, em Alhandra,  quando os vereadores e o contador de mais uma viagem, desta vez, da cidade de Gramado-RS, onde teriam participado de um congresso de formação parlamentar.

Foram presos nesta madrugada os vereadores Anésio Miranda, Marcos Farias, Ivonete Barros, João Grandão, Brunno de Cicinha, Cícero Medeiros, Sérgio Confecções, Francisco Queiroga, Rosa do Vaqueiro, Galego do Boa Vista, Diocélio e o contador Fábio Cosme.

Eles devem responder por crime de peculato, num dos maiores escândalos de gasto de dinheiro público com o pagamento de diárias. Só neste ano, a casa legislativa canavieira pagou cerca de meio milhão de reais em diárias, gasto acima da média de todas as câmaras do Estado, além do que dentre os vereadores que mais receberam diárias este ano em toda Paraíba.

O gasto excessivo chamou atenção da autoridade policial, que desencadeou a operação com o auxílio dos Ministérios Públicos do Rio Grande do Sul e de Sergipe, estado de origem do ICAP - Instituto de Capacitação de Agentes Públicos, empresa promotora do congresso de Gramado, que também já é investigada por várias irregularidades na promoção de outros eventos do mesmo tipo.

Terruel, que chefiou a operação, explicou que os vereadores foram monitorados desde a chegada em Gramado, para onde mandou agentes da DRACO/DECOR, até o desembarque no Aeroporto dos Guararapes, no Recife, de onde escoltaram os veículos dos vereadores à  paisana até a abordagem em Mata Redonda.

No caminho, o último veículo que transportava os vereadores Diocélio, Galego do Boa Vista e João Grandão teria recebido a informação da operação, momento em que tentaram desviar a rota na divisa entre a Paraíba e o estado de Pernambuco, quando foram abordados pelo carro da Polícia Civil que os seguia e levados para serem detidos em Mata Redonda.

No local, à medida que iam sendo detidos, os vereadores ficaram sob custódia até que todos fossem presos.

De lá, foram levados para a Central de Polícia no Geisel, em João Pessoa,  onde lavraram o flagrante e devem passar por audiência de custódia na tarde de hoje.

O Peculato é crime previsto no Código Penal e consiste no funcionário público que se apropria de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio.

A pena varia de 2 a 12 doze anos de reclusão, além de multa.

Do News Paraíba
Publicada por F@F em 05.11.19, às 10h40

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.