Header Ads

Marcelo Bandeira diz que preservação de "seus aliados" na UPA/GBA é "um erro reparado"

Segundo Marcelo, seus aliados são todos “capacitados”, o parlamentar também confessou que foram “preservados”

Vereador Marcelo Bandeira (Foto: Fato@Fato)
O vereador e presidente da Câmara de Guarabira, Marcelo Bandeira (PSB) declarou que o retorno de aliados a UPA “é um erro que está se corrigindo”. O Instituto Acqua, empresa responsável pela administração da instituição, realizou um processo seletivo na unidade de saúde, e aproximadamente trinta [30] pessoas indicadas por Célio Alves foram exoneradas. As vagas foram preenchidas por profissionais de ligação política do parlamentar.

Marcelo concedeu entrevista ao repórter Rodrigo Souza, das Rádios Cultura FM e Rural AM. Segundo Marcelo, mesmo com as mudanças promovidas pela Acqua com o ingresso de seus aliados, o vereador continua com poucas indicações no quadro de funcionários da UPA. O parlamentar acha “estranho” afirmarem que ele foi bastante “privilegiado” com as alterações.

“Me estranha muito, ah Marcelo foi muito privilegiado. Eu acho que até agora com todas essas demissões, e se pegasse a relação (funcionários) proporcionalmente, quem é que tem mais? Veja só quantas pessoas foram demitidas. Marcelo continua tendo menos”, disparou o vereador.

O vereador Marcelo explicou que a empresa responsável pela administração da UPA analisou o perfil dos candidatos que participaram do processo seletivo. Segundo Marcelo, seus aliados são todos “capacitados”, o parlamentar também confessou que foram “preservados”.

“Agora, realmente as indicações de Marcelo foram preservadas. E quando eu digo preservada, é bom saber que a empresa analisou. Analisou e eu tenho a grata satisfação em dizer, que aquelas pessoas que convivem comigo e me ajudam, foram capacitadas e tiveram o reconhecimento da empresa”, disse Marcelo.

Do Blog do Galdino 
Republicada por F@F em 07.11.19, às 23h06

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.