Header Ads

Criminosos disparam em avenidas de Vitória, depredam carros e obrigam lojistas a fecharem as portas

Tiroteio gerou desespero em comerciantes e em que passava pelas avenidas Leitão da Silva e Marechal Campos. Governador disse que ataques foram em retaliação à ocupação de bairros próximos pela Polícia Militar

Ônibus depredado em tiroteio (Foto: Reprodução Google)
Criminosos armados chegaram atirando, soltando fogos de artifício e depredando carros e ônibus nas Avenidas Leitão da Silva e Marechal Campos, Zona Sul de Vitória, na manhã desta sexta-feira (14). O tiroteio gerou desespero nos logistas e em quem passava pelos locais.

Carros foram danificados, comerciantes precisaram fechar as portas rapidamente e um ônibus foi incendiado - o fogo foi contido por moradores locais. Além de viaturas da Polícia Militar nos locais, pelo menos dois helicópteros da corporação estão sendo usados na operação.

Os criminosos fugiram. Não há informações sobre vítimas. As duas avenidas já foram liberadas pela polícia, que permanece no local, mas as lojas seguem fechadas. Com medo, pedestres e motoristas têm evitado passar nas avenidas.

O governador do Espirito Santo, Renato Casagrande, falou sobre os ataques em uma rede social. "Bandidos reagem à ocupação da PM nos bairros, mas a polícia atuará com mais força ainda. Já efetuamos prisões de alguns desses criminosos. Essa será a nossa resposta.

A Polícia Militar ocupa, desde o dia 5 de fevereiro, o Bairro da Penha, em Vitória. Essa intervenção começou depois do aumento dos confrontos armados entre facções criminosas que disputam o tráfico de drogas na região. Nos últimos 15 dias de janeiro ocorreram nove tiroteios nessa região.

A Avenida Leitão da Silva concentra lojas de materiais de construção, móveis, peças de carros. Também há uma papelaria e um supermercado no local.

Já a Avenida Marechal Campos tem oficinas, lojas de atacados, lojas de peças de carros, uma concessionária, um supermercado e alguns restaurantes pequenos.

De acordo com o vice-presidente da Associação de Comerciantes da Avenida Leitão da Silva (Assemples), Bruno Denarde Nogueira, por volta das 8h30 os criminosos apareceram e começaram a atirar sem que houvesse toque de recolher.

"Não houve aviso para que nós fechássemos as portas. Eles chegaram atirando. Foi uma algazarra na rua. Tinha gente correndo com arma na mão. Os carros voltaram pela contramão. Há pelo menos uns cinco carros com vidros quebrados e eles fizeram uma barricada com fogo perto da loja Castorino Santana", relata Bruno.
De acordo com o comerciante, apesar da presença da Polícia Militar nos locais, o clima ainda é de tensão.

"O comércio está todo fechado. Mas esse não é um problema da Leitão da Silva, é um problema de segurança de toda a cidade. Não sabemos se vamos conseguir reabrir hoje, vai depender das informações que vierem da Polícia Militar", diz Bruno.

Já na Marechal Campos, dois ônibus - um Transcol e um coletivo municipal de Vitória - foram alvo de pedradas. Testemunhas contam que os criminosos colocaram fogo no Transcol, mas a população local conseguiu conter as chamas.

O G1 entrou em contato com as polícias Civil e Militar e com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), mas até a última atualização desta reportagem não havia obtido resposta.

Do G1 ES
Publicada por F@F em 14.02.2020, às 11h45

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.