Header Ads

Arrascaeta diz que vai convidar Cavani para jogar no Flamengo

Meia conta que conversa com seus compatriotas sobre o clube quando está com a seleção do Uruguai. Uruguaio também revela ligação de Jorge Jesus na Páscoa

Arrascaeta (Foto: GE)
De férias forçadas por causa da pandemia do coronavírus, Arrascaeta foi entrevistado na noite desta segunda-feira (13) pela FlaTV, e o uruguaio contou, em tom de brincadeira, que fará um convite ao compatriota Cavani para que seja seu companheiro no Flamengo. O atacante está em final de contrato com o PSG.

Arrascaeta contou também que quando tem a oportunidade de estar tanto com Cavani quanto com Suárez nas convocações do Uruguai, faz brincadeiras com a dupla sobre o Flamengo.

– A gente brinca. Eles ainda estão no auge na Europa. Mas claro que qualquer um dos dois eu ficaria feliz de jogar no Mengão. O Cavani está finalizando o contrato, vou mandar uma mensagem para saber se ele quer ser feliz com a gente. Com certeza conseguimos atingir um patamar de jogadores muito qualificados.

A diretoria do Flamengo chegou a fazer uma consulta no fim do ano passado para saber das condições de um possível negócio, mas não passou disso. Depois que acertou a contratação de Gabigol, o clube não deu sequência nas conversas com o uruguaio, que tem um salário fora da realidade do futebol brasileiro.

Durante a entrevista, Arrascaeta foi perguntado sobre a relação com Jorge Jesus. Ele disse que o técnico entrou em contato com os jogadores para desejar Feliz Páscoa e saber como todos estão passando. O uruguaio torce para que o português renove seu contrato e siga à frente da equipe.

– Ele é como um pai para nós. Temos aprendido dentro e fora do campo. Ele nos mandou Feliz Páscoa, perguntou como estava a família. Queremos continuar com ele. Se continuarmos, as vitórias vão seguir também.

O QUE MAIS TEM SENTIDO FALTA?

– Jogar com o apoio da nossa torcida no Maracanã. Tenho muita saudade disso. É uma energia enorme que o jogador recebe. Estou com muita saudade, com certeza. Não estamos acostumados a ficar fechados em casa. Mas é uma situação delicada. Estamos fazendo de tudo para que passe rápido e a gente possa jogar novamente. Tenho jogado até demais (videogame), minha namorada fica até brava (risos).

ESPERAVA TANTO SUCESSO RÁPIDO NO FLA?

– A gente sabia que o grupo era muito bom, mas até ganhar tudo que ganhamos era um caminho longo. Estou muito feliz pelo que ganhamos. Mas nossa ambição é seguir nesse caminho, conviver com conquistas. Vamos em busca de mais coisas importantes.

VIDA NO RIO

– Depois de comecei a entender melhor o idioma, comecei a gostar mais das músicas, principalmente o sertanejo. No Rio, comecei a ouvir mais o funk. Aproveitamos bastante a praia. Moramos perto. Aí descemos e tomamos um chimarrão de tardezinha.

INÍCIO DA CARREIRA

– Foi um pouco difícil até chegar no profissional. Tinha poucas oportunidades, mas outros foram machucando e ganhei uma continuidade e me firmei. Fiz uma Libertadores no Defensor e depois fiz meu caminho no Brasil. Meus amigos dizem que tenho mais características do futebol brasileiro do que uruguaio.

SURGIMENTO DO FLAMENGO NA CARREIRA

– Quando eu estava no Cruzeiro com Mancuello, comentei que o Flamengo tinha um timaço. Disse que seu tivesse a chance, que seria incrível. Quando eu estava em Punta del Este de férias com a minha família, meu agente me falou da possibilidade de ir para o Mengão. Falei que, se tudo desse certo, eu queria. Depois, começamos a negociação. Foi uma escolha muito certa que fiz.

GOL MAIS BONITO PELO FLA

– O mais bonito, com certeza, foi contra o Ceará. Quase impossível fazer de novo. Fiz um no Cruzeiro neste estilo, mas esse foi mais complicado, tive que recuar um pouco. O mais importante é difícil dizer, todos são e nos ajudaram a conquistar os títulos.

Do GE
Publicada por F@F em 14.04.2020 às 13h09

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.