Header Ads

PB exclui hidroxicloroquina para combate à Covid-19 após estudo apontar risco de morte

A Secretaria aponta que diante dos novos artigos publicados em diversos periódicos médicos, não é recomendada a utilização de hidroxicloroquina para tratamento de COVID-19

Secretário Geraldo Medeiros (Foto: Reprodução/Tv Cabo Branco)
Após novos estudos apontarem risco de morte após uso de hidroxicloroquina em pacientes com Covid-19, a Secretaria de Saúde do Estado incluiu no protocolo da doença a não recomendação do uso de hidroxicloroquina para tratamento da doença na Paraíba.

A atualização do protocolo tem data da última segunda-feira (25) e pontua que as evidências inicialmente promovidas pelos estudos Chineses são bastante frágeis, sendo superadas com
novos estudos recentemente publicados, com metodologia adequada, em seres humanos.

“Também não se pode deixar de evidenciar que além da ausência de benefícios do uso da CQ/HCQ, o seu uso esteve relacionado a maior mortalidade e maior incidência de efeitos colaterais em vários trabalhos previamente citados”, diz.

A Secretaria aponta que diante dos novos artigos publicados em diversos periódicos médicos, não é recomendada a utilização de hidroxicloroquina para tratamento de COVID-19.

Foram citados estudos da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB), o “Centers for Disease Control and Prevention” (CDC), “National Institutes of Heatlh”, USA (NIH), e “Infectious Disease Society of America” (IFSA).

Do Wscom
Publicada por F@F em 27.05.2020, às 14h10

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.