Header Ads

Em live, João Costa conta que está sofrendo ameaças de morte por críticas a Bolsonaro

Jornalista confirma que foi demitido dos quadros do Sistema Correio de Comunicação

Jornalista João Costa (Foto: Reprodução/Paraíba Já)
Polêmico e irreverente, o jornalista e produtor de teatro paraibano, João Costa, revelou nesta segunda-feira (1º), que está sofrendo ameaças de morte por conta de suas críticas ao governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Clique aqui e confira no site Turismo em Foco todas revelações feitas por João Costa durante a live

Em uma live com o jornalista Fábio Cardoso, editor do site Turismo em Foco, João Costa revelou, também, que foi demitido do Sistema Correio de Comunicação, onde juntamente com os apresentadores Nilvan Ferreira e Victor Paiva, ancorava o programa de rádio Correio Debate.

Sobre as ameaças de morte, João Costa detalhou as providências que já adotou até aqui. Ele disse que, inicialmente, procurou o comandante da Polícia Militar da Paraíba, o coronel Euller Chaves, e em seguida, prestou queixa na Polícia Civil, tendo, inclusive, conversado com dois delegados, aos quais preferiu não informar os nomes.

“Logo após a posse de Jair Bolsonaro, as coisas se complicaram, pois havia a tentativa de uma narrativa única. A maneira como agem é através de ameaças, de robôs. Eu fui recebendo ameaças pelo MSN, fui salvando, sem responder. A cada programa com conflitos grandes, essas ameaças aumentavam”, revelou o jornalista.

“Pelo texto, via que era o mesmo operador. Não prestei queixa de imediato, procurei os delegados, que me aconselharam a fazer a denúncia, isso no final do ano passado, e as coisas continuaram aumentando até prestar queixa no dia 14 de março (deste ano). São vários números diferentes. O modus operandi deles é esse”, acrescentou.

Do Paraíba Já
Publicada por F@F em 03.06.2020, às 15h41

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.