Header Ads

AUXÍLIO EMERGENCIAL! FPF diz não se responsabilizar por atos de colaboradores

Na nota, a presidente Michelle Ramalho destacou ainda a missão de sua gestão em resgatar a credibilidade do futebol paraibano, agindo com transparência e lisura de seus atos

Presidenta da FPF, Michelle Ramalho (Foto: Reprodução)
A Federação Paraibana de Futebol emitiu neste domingo uma nota de esclarecimento sobre divulgação na imprensa de que 2 colaboradores da FPF teriam recebido o auxílio emergencial de R$ 600,00 do Governo Federal.

“A Federação Paraibana de Futebol (FPF) foi surpreendida com a notícia de que dois dos seus colaboradores utilizaram do benefício do Auxílio Emergencial de forma irregular. A FPF salienta que não pode ser responsabilizada por atos individuais de seus colaboradores e não compactua com nenhuma irregularidade”, informa.

Ao tomar conhecimento da veiculação na imprensa do fato, a presidente da FPF, a advogada Michelle Ramalho, determinou imediatamente que a entidade emitisse uma nota de esclarecimento para explicar que seria injusto tentar atribuir culpa a FPF por atos de iniciativa individual e natureza particular, alheios ao conhecimento e consentimento da entidade.

Na nota, a presidente Michelle Ramalho destacou ainda a missão de sua gestão em resgatar a credibilidade do futebol paraibano, agindo com transparência e lisura de seus atos.

“Aproveitamos para reafirmar nosso compromisso com a recuperação da credibilidade do futebol paraibano, que constantemente é atacado por organizações e pessoas que tentam relacionar o nome da Federação com fatos negativos”, conclui.

Veja nota


Da Assessoria/FPF
Publicada por F@F em 06.07.2020

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.