Header Ads

Vítima de homofobia, jovem é morto a pedradas no interior da Bahia

Delegado que cuida do caso afirmou que um dos suspeitos confessou a autoria do crime e justificou que "não gostava de homossexuais"

Caso aconteceu na Bahia (Foto: Reprodução/Jornal Alerta)
Um jovem de 21 anos foi morto a pedradas no último domingo (12/7), no município de Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia. O corpo de Guilherme de Souza foi arrastado para uma casa abandonada e lá, queimado. O crime é investigado como caso de homofobia.

Segundo informações da Polícia Civil, o caso ocorreu no bairro Conquista, na periferia da cidade. A vítima teria sido abordada por outros dois adolescentes, um de 14 anos e outro de 16 anos, que teriam apedrejado o jovem e depois queimado o corpo dele.

Poucas horas após o crime, a polícia apreendeu um dos suspeitos. O adolescente de 14 anos confessou, em depoimento, que planejou a morte de Guilherme porque “não gostava de homossexuais”.

O outro suspeito, de 16 anos, ainda está foragido.

Do Metrópoles
Publicada por F@F em 18.07.2020

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.