Header Ads

Messi comunica ao Barcelona que deseja deixar o clube

O presidente do Barcelona, Josep Bartomeu, afirmou que conta com o argentino e disse que ele só sairia se algum clube pagar a multa rescisória de 700 milhões de euros (R$ 4,6 bilhões)

Lionel Messi (Foto: Manu Fernandez/Reuters)
Lionel Messi está de saída do Barcelona. Após seis dias da apresentação do novo técnico do clube, Ronald Koeman, o camisa 10 enviou um comunicado à diretoria no qual deixa claro o seu desejo de não seguir na equipe. O atual vínculo vai até junho de 2021, mas o jogador usaria uma cláusula de seu contrato que permite a rescisão unilateral ao fim de cada temporada.

A informação foi divulgada pela emissora “TyC Sports” e o jornal “Olé”, ambos da Argentina, e também pelo jornal “Marca”, de Madri, e amplamente divulgada por veículos do mundo. A rádio “RAC1” e a agência de notícias “AP” dizem que o Barcelona confirmou ter recebido o comunicado de Messi.

Segundo as publicações, o argentino teria mandado um “burofax” ao Barcelona, que é um recurso na Espanha para envio de documentos urgentes pelo correio, uma espécie de carta registrada que pode ser enviada pela internet. O camisa 10 escolheu tal alternativa para tornar o desejo oficial.

De acordo com o “Marca”, o prazo para exercer a cláusula que permite Messi encerrar unilateralmente o contrato expirou no último dia 10 de junho. O Barcelona teria recusado a rescisão e alegado que o prazo venceu. No entanto, o argentino e sua equipe acreditam que as mudanças no calendário impostas pela pandemia do novo coronavírus e a paralisação no futebol podem ajudá-lo na tentativa de romper o vínculo.

No último dia 20, o camisa 10 se reuniu com o novo treinador do Barça, Ronald Koeman, e segundo a rádio catalã “RAC1”, o jogador teria deixado claro que se via mais fora do clube do que dentro. Messi não faz declarações ou aparições públicas desde a derrota por 8 a 2 para o Bayern de Munique na Liga dos Campeões. O presidente do Barcelona, Josep Bartomeu, afirmou que conta com o argentino e disse que ele só sairia se algum clube pagar a multa rescisória de 700 milhões de euros (R$ 4,6 bilhões).

Do Globo Esporte
Publicada por F@F em 25.08.2020

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.