Header Ads

OPERAÇÃO FAMINTOS: PF intima prima de Romero a depor nesta segunda-feira (31)

A Operação Famintos investiga fraudes em licitações para a distribuição da merenda escolar em Campina Grande

Maria do Socorro e Romero Rodrigues (Foto: Reprodução)
A Polícia Federal intimou Maria do Socorro Menezes de Melo a prestar depoimento no âmbito da Operação Famintos, desencadeada pela Polícia Federal, que descobriu a atuação de uma ORCRIM – Organização Criminosa com fraudes milionárias na Prefeitura de Campina Grande, na atual gestão do prefeito Romero Rodrigues, desviando dinheiro da merenda escolar que seria destinada às crianças e jovens das creches e escolas da rede municipal de ensino em Campina.

Maria do Socorro é prima do prefeito Romero Rodrigues Veiga e do vereador Márcio Melo, também primo de Romero e da base política do prefeito na Câmara de Campina Grande. Na época em que a Polícia Federal descobriu o esquema de desvio de recursos da merenda escolar na Prefeitura campinense, ela exercia a função de Diretora Administrativa e Financeira da Secretaria Municipal de Educação em Campina Grande, órgão onde, segundo a Polícia Federal, agia a ORCRIM.

O depoimento da prima do prefeito será de grande importância para as investigações, considerando que ela era responsável por toda a movimentação financeira da Secretaria de Educação na época em que aconteciam os desvios. Maria do Socorro teve o seu afastamento cautelar do cargo que exercia determinado pelo Juiz da 4ª Vara Federal de Campina Grande, Vinícius Costa Vidor, atendendo pedido do Ministério Público Federal.

De acordo com o texto da decisão do Juiz, a diretora teria atuado como gestora e responsável pelos contratos irregulares, fazendo com que ela tivesse conhecimento das irregularidades que eram aplicadas. “Nesse sentido, considerando a complexidade da investigação, o papel relevante dos servidores investigados na viabilização dos atos criminosos, que os documentos apreendidos e os dados telemáticos obtidos ainda não foram integralmente analisados, não sendo possível mensurar, nesse momento, a extensão da participação de cada um dos servidores públicos no esquema e de que maneira se dava a sua atuação nas fraudes sob investigação, faz-se necessária a prorrogação da medida cautelar”, diz a decisão.

Conforme o juiz da 4ª Vara Federal na Paraíba, que pediu e, depois, também prorrogou o afastamento, a medida foi tomada para “coibir uma possível retomada aos crimes, principalmente em procedimentos licitatórios e contratações administrativas”.

O depoimento de Maria do Socorro Menezes de Melo será às 9h desta segunda-feira, dia 31 de agosto de 2020, na sede da Polícia Federal, em Campina Grande, localizada na Avenida Brasília.

Operação Famintos

A Operação Famintos investiga fraudes em licitações para a distribuição da merenda escolar em Campina Grande. No total, 16 pessoas já foram denunciadas pelo Ministério Público Federal. A operação já teve três fases, sendo a última delas deflagrada no dia 26 de setembro do ano passado. A operação investiga fraudes milionárias na distribuição da merenda escolar em Campina Grande, COM desvios milionários por parte de uma ‘ORCRIM’ na gestão do prefeito Romero Rodrigues e do seu vice-prefeito, Enivaldo Ribeiro.

Do Polêmica Paraíba
Publicada por F@F em 28.08.2020

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.