Header Ads

Treze vence Campinense por 2 x 0 e fica perto do título do Paraibano

Alexandre Santana e Bruno Mota marcaram os gols do time galista no Clássico dos Maiorais

Jogadores do Treze comemoram vitória contra o Campinense Clube (Foto: Reprodução/A Voz da Torcida)
O Treze deu um passo gigantesco para reconquistar a hegemonia do futebol paraibano. No primeiro jogo da final do campeonato, o Galo venceu o rival Campinense por 2 a 0, nesta quarta-feira, no Estádio Amigão, e abriu grande vantagem na final.

Com o resultado, o Alvinegro pode perder até por um gol de diferença no jogo da volta, sábado, no mesmo local, para levantar a taça de campeão.

Ao Campinense, resta lutar para vencer por três gols ou devolver o placar para decidir o título nas penalidades máximas.

Alexandre Santana e Bruno Mota marcaram os gols do time galista no Clássico dos Maiorais.

O JOGO

Treze e Campinense fizeram um primeiro tempo equilibrado, porém com o Alvinegro tendo mais objetividade dentro das quatro linhas.

Tanto é que na primeira boa investida que teve, Tales perdeu um gol feito. Ele ficou livre na cara do goleiro Wellington Lima, mas mandou para fora.

Na outra grande chance, o Galo não desperdiçou. Douglas Lima puxou o contra-ataque e tocou na medida para Alexandre Santana, que chutou forte sem chances para o camisa 1 raposeiro.

Na segunda etapa, o Campinense voltou melhor, no entanto, sem conseguir finalizar.

Em bom ataque, o artilheiro Rafael Ibiapino quase empatou, chutando de pé esquerdo. O Galo deu a resposta com Ermínio, que ficou na cara do gol e chutou, mas Welligton fez grande defesa.

A Raposa poderia ter empatado em seguida. Juliano recebeu livre e chutou fraquinho, Jeferson deu rebote e Bismarck carimbou o travessão.

Só que, aos 42, o Galo ampliou o placar com Ermínio, abrindo assim boa vantagem para a partida de volta no sábado, quando o Alvinegro pode levantar a taça de campeão e, consequentemente se credenciar para a Copa do Nordeste de 2022.

Ficha Técnica

Campinense
Wellington Lima, Alex Travassos, Alex Maranhão, Breno e Matheus Camargo; Pêu, Robertinho (Juliano), Vinícius Araújo (Caio Breno) e Bismarck; Rafael Ibiapino e Reinaldo Alagoano (Fábio Júnior). Técnico: Nei Júnior
Treze
Jeferson, Léo Pereira, Breno Calixto, Nilson Júnior e Gilmar; Robson, Vinícius Barba (Dedé), Alexandre Santana (Bruno Mota) e Douglas Lima (Gustavo); Tales ( Edson Carioca) e Frontini (Ermínio). Técnico – Moacir Júnior
Gols – Alexandre Santana (T), aos 25min do 1ºT, Bruno Mota (T), aos 42min do 2ºT
Cartão amarelo – Bismarck, Vinícius Araújo, Pêu (C), Tales, Frontini (T)
Árbitro – Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes – Oberto Santos e Luís Filipe Gonçalves (CBF-PB

Do PB Online
Publicada por F@F em 12.08.2020

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.