Header Ads

Homem que furava camisinhas com alfinete antes do sexo é condenado por estupro

No tribunal, Andrew Lewis reconheceu a prática do crime: “coisa mais estúpida que já fiz”

Caso aconteceu no Reino Unido. No tribunal, homem confessou o crime cometido (Foto: Reprodução/Isto É)
Um homem de 47 anos foi condenado a 4 anos de prisão em Worcester, no Reino Unido, por furar os preservativos usados com sua parceira. De acordo com o promotor do caso, Glyn Samuel, em março de 2018, a vítima encontrou um alfinete ao lado de algumas camisinhas já furadas em sua cabeceira. As informações são do jornal britânico Daily Mail.

De acordo com a denúncia, ela decidiu checar o último preservativo usado pelo casal, que estava no lixo, e percebeu um furo nele. A mulher descreveu o ato como: “pura maldade”.

No tribunal, Andrew Lewis reconheceu a prática do crime: “coisa mais estúpida que já fiz”. Na sentença, proferida na sexta-feira (2) o juiz Cole reconheceu que a mulher havia consentido com a relação, desde que o método anticoncepcional fosse usado no ato. Portanto, ao furar as camisinhas houve uma quebra de confiança e de consentimento caracterizando o estupro.

Por Isto É
Publicada por F@F em 05.10.2020

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.