Header Ads

Monsenhor revela que está sendo ameaçado por integrantes da Prefeitura de Areia

Vigário é contra a transformação de uma igreja em museu pela administração municipal

Monsenhor José Nicodemos (Foto: Reprodução)
O monsenhor José Nicodemos da paróquia da cidade de Areia afirmou que está sendo ameaçado por integrantes da Prefeitura de Areia. Em sua fala na Igreja do Rosário, na última segunda-feira (2), ele se referiu a um projeto do prefeito, José Francisco Batista de Albuquerque (PSDB), que tem o intuito de transformar a Igreja do Rosário em um museu que passará a cobrar dinheiro da população para visitar a igreja.

“Não nasci para isso. Nasci para ser um homem de Deus e quero ser respeitado, e a Igreja do Rosário não é museu. Não vamos confundir a igreja com teatro e nem com o Casarão José Rufino. Cada um tem a sua importância, mas a Igreja do Rosário é a casa de Deus, tem o santíssimo sacramento lá dentro para a gente respeitar e rezar, e não cobrar ingresso”, ressaltou o monsenhor Nicodemos.

O monsenhor falou ainda que, “se essas pessoas têm amor à igreja, sejam dizimistas, paguem o dízimo, ajudem a igreja. Só lamento que todas essas pessoas que ficam com essas polêmicas na internet são todas ligadas à prefeitura. Se queixam da igreja por qualquer motivo, mas não se queixam do calçadão, por exemplo, que era para ter sido inaugurado há um ano atrás e até hoje não foi, e ninguém diz nada”, destacou.

Em outro momento da homilia, outro padre falou sobre as ameaças desferidas ao monsenhor Nicodemos. Ele disse que ouviu pessoas falarem: “Que ele se prepare. Estão preparando algo para ele”. E rebateu, “infeliz daquele que levanta a mão para um ungido do senhor. Triste daquele que levanta a mão para um consagrado do senhor que faz o bem e que cuida das ovelhas”.

Veja vídeos AQUI

Do Paraíba Rádio Blog
Publicada por F@F em 4.11.2020

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.