Header Ads

Com homenagem a Maradona, Tévez marca, e Internacional perde para o Boca Juniors

Colorado perde chances claras de gol, mas não consegue reverter resultado negativo no primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores, no Beira-Rio

Carlos Tevez bem marcado (Foto: Reuters)
Quando os deuses do futebol decidem fazer história, não tem jeito. Carlos Tévez precisou de apenas uma chance para fazer o gol da vitória do Boca Juniors sobre o Inter no Beira-Rio, na noite chuvosa desta quarta-feira, no primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores. Justo o camisa 10 que tanto sofreu com a morte do ídolo Maradona. A comemoração não teria menos que uma homenagem ao Pibe. Já o Colorado resumiu-se a um mero coadjuvante, com duas oportunidades perdidas.

Como fica

O Boca leva a vantagem do empate para o segundo jogo, na quarta-feira que vem, na Bombonera. Ao Inter restará uma vitória por dois gols de diferença. Se devolver o placar desta noite, a decisão vai para os pênaltis. Devido ao saldo qualificado, o time gaúcho também fica com a vaga se fizer 2 a 1, 3 a 2, assim por diante.

Próximos jogos

Antes de se reecontrarem, Inter e Boca entram em campo pelos campeonatos nacionais no domingo. O Colorado enfrenta o Atlético-MG no Mineirão, às 18h15. Os xeneizes visitam o Talleres às 19h20.

Primeiro tempo

Com o campo pesado devido à forte chuva que caiu minutos antes da partida, as duas equipes tiveram dificuldades para criar. As disputas se tornaram mais físicas que por qualquer outra construção. Em rebote de escanteio, Patrick finalizou pela primeira vez, para fora. Em seguida, Lindoso recebeu na ponta direita e acertou a rede pelo lado de fora. Então, o Boca cresceu no jogo. Mas a melhor chance só veio aos 30, em contra-ataque que Villa chutou cruzado à esquerda de Marcelo Lomba. Aos 44, o goleiro colorado voou para espalmar pancada de Cardona.

Segundo tempo

O Inter perdeu a chance de abrir o placar em duas oportunidades. Aos três, Heitor entrou em velocidade na área e chutou prensado, quase encobrindo Andrada. Aos 12, Rodrigo Lindoso recebeu cruzamento de Uendel e, livre, errou a cabeçada. Então, o Boca aproveitou vacilo de Uendel e Zé Gabriel para marcar. Salvio pegou a bola já dentro da área e rolou para Tévez deslocar Marcelo Lomba. Sem muita inspiração, o Colorado ainda acertou a trave em cobrança de falta de Fernández, aos 34. Patrick finalizou na cara do goleiro aos 40 e ainda pediu pênalti. No último lance do jogo, Marcelo Lomba evitou o segundo gol argentino.

De 10 para 10

Carlos Tévez sentiu a morte do ídolo Diego Maradona, na quarta-feira da semana passada, que inclusive adiou a primeira partida das oitavas de final da Libertadores. Além disso, seu pai enfrenta uma doença grave. O atacante pediu para não jogar no Campeonato Argentino. Mas nesta noite fez o que Maradona merecia. Marcou após falha da zaga do Inter, tirou a camisa e mostrou outra número 10, usada pelo Pibe na década de 80 pelo Boca.

Invencibilidade quebrada

Mais uma vez na tentativa de retomar o bom futebol, o Inter apostou na invencibilidade contra times argentinos no Beira-Rio por competições sul-americanas. Após 11 partidas, eram seis vitórias e cinco empates. Só que Rodrigo Lindoso errou cabeçada na pequena área, Fernández cobrou falta na trave…

Aguaceiro pré-jogo

Antes de a bola rolar no Beira-Rio, uma tempestade desabou sobre Porto Alegre. Foram cerca de 15 minutos de vento e chuva fortes. Uma parte do gramado ficou cheia de água. Mas, ao longo do primeiro tempo, a drenagem do campo deu conta.

Do Globoesporte
Publicada por F@F em 03.12.2020

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.