Header Ads

Estado da Paraíba tem os dois vereadores eleitos mais jovens do Brasil pelo Cidadania

Os parlamentares eleitos foram José Iraildo e Luandson Pereira

Vereadores mais jovens do Brasil (Foto: Reprodução)
Entre os candidatos eleitos pela Cidadania em todo o território brasileiro, a paraíba tem os dois vereadores mais jovens da nação. O partido do governador João Azevêdo elegeu José Iraildo Oliveira Cândido Filho, de apenas 18 anos na cidade de Sossêgo, município localizado na Microrregião do Curimatau paraibano, e Luandson de Oliveira Pereira, de 19 anos em Cuité, cidade próxima a Sossêgo distante, 235 km da Capital João Pessoa.

Sossêgo tem pouco mais de três mil habitantes e lá que José Iraildo Oliveira Candido Filho, de apenas 18 anos, em breve estará legislando em prol da população que o elegeu.

“Sempre ajudei o meu pai nos seus trabalhos, inclusive nos serviços prestados ao povo de nossa cidade. Acredito que a política está no meu sangue, o desejo de ajudar o próximo é repassado de geração para geração na nossa família ”, observa José Iraildo sobre a intenção em entrar para a vida política.

Segundo ele, Sossêgo não tem um comércio bem desenvolvido, ea agricultura e a pecuária ainda são uma das principais fontes de renda da população.

“Visando essa parte da população, quero conseguir junto à prefeita do nosso município a contratação de um médico veterinário para atender-los de forma gratuita. No esporte, vou lutar por um local próprio para caminhada. Tenho muitas propostas de melhorias para que a nossa cidade se desenvolva cada vez mais ”, destacou.

O candidato eleito de Sossêgo diz que escolheu o Cidadania por ser um partido de grande representatividade na região. “A minha maior perspectiva é ajudar no desenvolvimento da minha cidade e ajudar também o meu povo a melhorar sua qualidade de vida”, defendeu.

Já em Cuité, com cerca de 20 mil habitantes, Luandson de Oliveira Pereira, de 19 anos, viu nas alterações municipais a oportunidade de melhorar a vida principalmente do homem do campo.

“Percebi que a minha comunidade, situada na zona rural, necessita de um representante, alguém que conheceu a nossa realidade de perto e pode constituir um porta-voz junto ao governo municipal, dialogando com os moradores e percebendo os seus anseios. O homem do campo precisa ter voz na câmara de vereadores do município, para que os ações governamentais possam ser implementadas de acordo com suas necessidades ”, destacou.

Além de defender como pautas dos trabalhadores rurais, Luandson também pretende incentivar os projetos voltados para os jovens do município, trabalhando em consonância com a Cidadania local.

“A escolha do partido foi feita pelo reconhecimento e admiração que tenho pelo trabalho do trabalho atual prefeito do nosso município [Charles Camaraense] e do governador do nosso estado [João Azevêdo], ambos filiados ao Cidadania. Me fazem reconhecer as notáveis ​​melhorias proporcionadas à minha amada Cuité ”, afirmou.

Sobre o mandato de quatro anos, o jovem diz que representa cada voto que ir. “Com muito vigor e humildade, honrando a oportunidade que me foi dada através dos votos de confiança obtido no último pleito. Procurar sempre dialogar com uma população, entender como necessidade e fazer o possível para solucioná-las. Quero ser um político ativo e presente sem cotidiano da população ”, sustentou.

Ainda no Cidadania, há no Sul do país, outro grande exemplo de renovação. Heloisa Cardoso dos Santos Pereira, de 21 anos, foi eleita vereadora no município de Capivari de Baixo (SC), com cerca de 25 mil habitantes. Estudante de Direito, ela revela que seu interesse pela política foi motivado pela baixa representatividade feminina e jovem na câmara de vereadores de seu município.

“Apesar do número de mulheres ser maior na nossa comunidade, a maioria das pessoas ainda acreditaava que apenas os homens mais velhos podem exercer o cargo de vereador”, conta. Entre as bandeiras, Heloisa vai lutar por bolsas estudantis municipais para jovens de baixa renda que sonham em cursar o nível superior e pela revisão do código tributário municipal, um fim de atrair empresas e gerar empregos em Capivari de Baixo.

“No Cidadania, vi a oportunidade de colocar meus projetos em pauta e a capacidade de se reinventar. Além do mais, temos uma representação feminina muito forte em Santa Catarina, com a deputada Carmen Zanotto. Meu compromisso será com meus eleitores e toda a comunidade capivariense. Aceitei a missão e sei que os desafios são enormes, mas, com muita honestidade, coerência e responsabilidade, será um mandato vivo e ativo na cidade ”, ressaltou.

Do Portal Diário
Publicada por F@F em 03.12.2020

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.