Header Ads

Bolsonaro rebate gasto com leite condensado com ofensa à mídia

Governo federal gastou mais de R$ 15 milhões com leite condensado em 2020; presidente proferiu os xingamentos em almoço com ministros e apoiadores

Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Correa/PR)
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) rebateu as críticas que recebeu pelos gastos do governo federal com leite condensado. Em almoço com apoiadores e ministros nesta quarta-feira (27), em Brasília, Bolsonaro fez ofensas à imprensa para justificar as despesas.  

"Quando eu vejo a imprensa me atacar, dizendo que comprei 2,5 milhões de latas de leite condensado, vai para p... que pariu", disse o presidente, que continuou atacando a imprensa com xingamentos.  

Bolsonaro reagiu a uma reportagem do portal Metrópoles, que apontou que o gasto do governo com guloseimas, como chicletes, bombons, pizzas e leite condensado - apenas com esse produto foram gastos R$ 15,6 milhões - aumentou no último ano.  

O governo federal argumenta que os gastos com esses produtos foram realizados pelo ministério da Defesa e a Funai (Fundação Nacional do Índio), já que os produtos são utilizados na alimentação de militares.  

"O leite condensado é um dos itens que compõem a alimentação por seu potencial energético. Eventualmente, pode ser usado em substituição ao leite. Ressalta-se que a conservação do produto é superior à do leite fresco, que demanda armazenamento e transporte protegido de altas temperaturas", afirma o ministério da Defesa em nota publicada na internet.

De A Cidade On
Publicada por F@F em 28.01.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.