Header Ads

EXCLUSIVO! Bancada do prefeito na CMG poderá ter 12 vereadores; Veja possíveis integrantes

Atual bancada governista na Câmara Municipal de Guarabira é composta de 6 vereadores

Novo plenário da Câmara Municipal de Guarabira. Bancadas poderão ter novos integrantes (Foto: CMG)
A bancada de apoio ao prefeito Marcus Diôgo (PSDB) na Câmara Municipal de Guarabira poderá ser composta de 12 vereadores. Pelo menos é o que se comenta nas redes sociais, nos bastidores da política local e nas rodas de conversas no Centro da cidade.

Nas eleições para os biênios (2021/2022 e 2023/2024) do Legislativo guarabirense, o bloco de situação, com apenas 6 vereadores, conseguiu eleger os dois presidentes. As chapas eleitas, ambas com parlamentares do grupo do PSDB, obtiveram 12 votos.

Os presidentes eleitos foram Wilson Filho (PR) e Raimundo Macedo (PSDB). Além dos 6 votos do próprio grupo, os dois vereadores foram votados por Renato Meireles (Cidadania), Marcelo Bandeira (PDT), Gerson do Gesso (PDT), Ramon Menezes (MDB), Saulo de Biu (MDB) e Zé do Empenho (PDT).

A oposição elegeu 9 vereadores e teria, numericamente, todas as condições de eleger os presidentes da Câmara Municipal nos dois biênios. No entanto, seis parlamentes eleitos com os grupos do MDB/Cidadania/PDT decidiram apoiar e votar nas duas chapas indicadas pelo prefeito Marcus Diôgo.

Em razão desse fato, se criou a expectativa de que os vereadores Renato Meireles, Zé do Empenho, Marcelo Bandeira, Ramon Menezes, Saulo de Biu e Gerson do Gesso venha compor a bancada governista na Câmara Municipal de Guarabira.

Os vereadores da oposição que votaram nas duas chapas indicadas pelo prefeito Marcus Diôgo afirmaram ainda que vão integrar a bancada governista na Câmara Municipal. 

Da Redação/Fato a Fato
Publicada em 11.01.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.