Header Ads

Vereador diz não saber se a oposição será maioria na CMG durante as sessões

Josa da Padaria foi eleito vereador pelo Cidadania, mesmo partido do governador João Azevêdo

Vereador Josa da Padaria (Foto: Reprodução)
O vereador José Agostinho (Josa da Padaria – Cidadania) disse não saber se a bancada de oposição será maioria quando começarem as sessões ordinárias na Câmara Municipal de Guarabira. “Vamos observar quem estará na oposição e os que vão estar do lado da gestão municipal”.

Josa disse acreditar na conduta dos 9 vereadores eleitos pela oposição, mesmo seis deles tendo votado nos candidatos a presidentes da Câmara Municipal Wilson Filho e Raimundo, ambos eleitos com o apoio declarado do prefeito Marcus Diôgo (PSDB).

Agostinho afirmou que em canto nenhum do mundo 9 perde para seis, mas em Guarabira isso aconteceu. Segundo ele, os vereadores eleitos pela oposição teriam todas as chances de eleger o presidente da Câmara para o primeiro e o segundo biênios, haja vista que a bancada de situação possui apenas 6 integrantes.

Conforme Josa, o fato “são águas passadas” e, a partir do início das sessões ordinárias, espera que os 9 vereadores se posicionem de acordo com o resultados das urnas, mantendo-se na oposição e ajudando, com as críticas construtivas, a resolver os problemas da cidade.

Na posse dos vereadores, Josa da Padaria usou a tribuna da Casa Osório de Aquino e criticou, duramente, os seis parlamentares da oposição que votaram nos dois candidatos a presidentes apoiados pelo prefeito de Guarabira, Marcus Diôgo.

- A oposição hoje na Câmara Municipal de Guarabira se resume a três vereadores, eu, Rosane Emídio e Nal Fernandes – afirmou Josa da Padaria ao tomar posse no dia primeiro de janeiro de 2021. As declarações de Agostinho foram dadas no programa Conexão 90 Graus, no quadro “Papo de Quinta”, apresentado pelo jornalista Joseilton Gomes (Ikeda) na Rádio Guarabira FM.

Da Redação/Fato a Fato
Publicada em 26.01.20

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.