Header Ads

Com gramado encharcado, Flamengo perde para o Juventude em Caxias do Sul

Rubro-Negro esbarrou no gramado pesado e em erros individuais que comprometeram no resultado

Gramado encharcado (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Caxias do Sul (RS) - O Flamengo voltou a campo neste domingo. A equipe de Rogério Ceni foi a Caxias do Sul, na Serra Gaúcha, para uma "missão aquática". Com o gramado repleto de poças d'água, o Rubro-Negro não conseguiu jogar e perdeu para o Juventude por 1 a 0 no Alfredo Jaconi.

Com o gramado encharcado no estádio da equipe gaúcha, os primeiros minutos de jogo foram de muita adaptação e cautela para os erros, comuns nessa situação, não comprometerem logo no início do jogo, como aconteceu Gustavo Henrique. Aos seis minutos da primeira etapa, o zagueiro Rubro-Negro errou o domínio e deu a chance ao volante Gustavo Castilho, do Juventude, acertar a primeira finalização do jogo. Diego Alves foi seguro na bola e espalmou para fora da área.

Mesmo com as instruções de Rogério Ceni para a equipe não jogar por baixo, foi com a bola no chão que surgiu o primeiro lance perigoso do Rubro-Negro. Aos 15 minutos, Willian Arão achou bem o atacante Michael pela esquerda em bola longa. O extremo do Flamengo deu o passe nas costas da zaga do Juventude e achou Bruno Henrique. O camisa 27 cortou para o meio e foi travado na hora que armava a finalização. 

Rogério Ceni seguiu pedindo o jogo pelo alto, sem troca de passes pelo chão, e foi assim que nasceu o primeiro gol do Juventude. Matheuzinho foi rolar para Willian Arão, mas foi traído pela poça d'água, que parou a bola e deixou no jeito para o atacante Matheus Peixoto mandar uma bomba no canto superior esquerdo de Diego Alves. 

Com a dificuldade parra carregar a bola e perdendo por 1 a 0, Ceni sacou Michael do time e retirou do jogo o lado esquerdo do campo de ataque, uma das partes mais prejudicadas pela chuva. Rodrigo Muniz entrou no lugar do camisa 19 para atuar ao lado de Pedro, mas a troca não levou perigo ao sistema defensivo do Juventude, que segurou o resultado até o fim dos primeiros 45 minutos em Caxias do Sul.

A segunda etapa começou com o Flamengo voltando mais forte e intenso. Logo aos três minutos da segunda etapa, Vitinho cobra a falta na barreira, a bola fica para Bruno Henrique no lado esquerda, que tenta o cruzamento e Castilho, autor do gol, corta para trás e a bola pega na trave. Na cobrança do escanteio, Filipe Luís finaliza e a bola pega na zaga passando com perigo em novo escanteio para o clube carioca. Pressão total do Flamengo, que quatro minutos depois assustaria novamente com Muniz e Gustavo Henrique.

Com o Juventude mais retraído, as chances foram aparecendo ainda mais para o Rubro-Negro. Após o bombardeio dentro da área poucos minutos antes, Bruno Henrique pegou a sobra de Gustavo Henrique e emendou um voleio. Marcelo Carné segurou sem dar rebote.

O jogo foi ficando nervoso com o Flamengo buscando desesperadamente o gol de empate. Pedro teve duas boas oportunidades seguidas. Na primeira, recebeu a bola no pivô, girou e bateu com perigo no canto esquerdo do goleiro. A bola passou tirando tinta da trave. Logo depois, em jogada pela direita, Rodinei cruzou e contou com a falha de Rafael Forster. A bola sobrou novamente para Pedro, que cabeceou para linda defesa de Marcelo Carné.

Com o gramado pesado, o cansaço foi batendo e as chances pararam de aparecer. O Juventude começou a explorar os contra-ataques dados pela equipe carioca, que não conseguir voltar a pressionar. Até que aos 51 minutos, após bola levantada na área, Rodrigo Muniz achou Pedro em escorada pelo alto. O camisa 21 do Fla perdeu o domínio e desperdiçou a última chance do jogo. 

Com os três pontos, o Juventude escalou na tabela de classificação e agora é o 10º colocado no Brasileirão. O Flamengo aguarda o desfecho da rodada, que pode terminar com o Rubro Negro cinco posições abaixo. O próximo confronto da equipe de Rogério Ceni será na quinta-feira (01/7), contra o Cuiabá.

Local: Alfredo Jaconi (RS)

Juventude: Marcelo Carné; Michel, Vitor Mendes, Rafael Forster e William Matheus; Elton, Matheus Jesus, Guilherme Castilho e Wescley (Chico); Paulinho Bóia (Marcos Vinicios) e Matheus Peixoto (Fernando Pacheco). Téc: Marquinhos Santos.

Flamengo: Diego Alves; Matheuzinho (Rodinei), Willian Arão, Gustavo Henrique e Filipe Luís (Renê); João Gomes (Hugo Moura), Diego (Thiago Maia) e Vitinho; Michael (Rodrigo Muniz), Bruno Henrique e Pedro. Téc: Rogério Ceni.

Gols: Matheus Peixoto (24/1ºT).

Cartões amarelos: Vitor Mendes (Juventude), Matheus Peixoto (Juventude) e Matheuzinho (Flamengo).

De O Dia
Publicada por F@F 27.06.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.