Header Ads

Rede de Saúde de JP oferece acompanhamento para pessoas com alergias respiratórias

Na Rede Municipal de Saúde de João Pessoa, o acompanhamento para adultos e crianças com alergias respiratórias é disponibilizado por meio da Atenção Básica

SMS atende pessoas com alergias (Foto: Arquivo/Ivomar Gomes)
João Pessoa (PB) - Em período de mudança climática é comum o agravamento das doenças respiratórias como a rinite alérgica e asma brônquica, que estão entre as mais comuns no Brasil. Em João Pessoa, quem se encaixa nesse perfil pode procurar atendimento médico através da Rede Municipal de Saúde, que oferece tratamento para crianças e adultos.

De acordo com Sebastião Costa, alergologista e pneumologista da Policlínica Municipal de Jaguaribe, a alergia respiratória possui um forte componente genético, sendo os filhos de pais alérgicos mais suscetíveis a desenvolver essas patologias. “Os sintomas como espirros, obstrução nasal, coriza e prurido nos olhos somado ao histórico de pais alérgicos praticamente fecha o diagnóstico de rinite alérgica. Na asma, mudam os sintomas, que são tosse, chiado no peito, cansaço e opressão torácica”, explicou.

Ainda de acordo com o especialista, há outros fatores responsáveis pelas alergias respiratórias, a exemplo de ácaros, fungos e poeiras domésticas. Por isso, é fundamental a higiene dos ambientes da casa e dos locais rotineiros como o trabalho, escola ou faculdade. A médica de Saúde da Família, Albanete Lima, explica que fungos e ácaros devem ser eliminados desses locais.

“Recomenda-se passar um pano úmido duas vezes ao dia em todos os ambientes ao invés de varrer para não deixar a poeira em suspensão, as infiltrações nas paredes e tetos devem ser corrigidas, assim como a circulação de ar na casa também é muito importante para evitar o mofo. Não se esquecer de trocar frequentemente lençóis, fronhas e cobertores, que são os maiores reservatórios de ácaros. Para aqueles que têm alergia a pelos ou penas, o contato próximo com animais deve ser evitado”, destacou a médica.

Albanete Lima explica que existem diversas maneiras de se tratar ou aliviar os quadros alérgicos. “A lavagem nasal diária com soro fisiológico tem se mostrado uma grande aliada dos alérgicos, pois é barata, eficaz e remove da mucosa nasal as partículas causadoras de alergia. Diversas classes de medicamentos também podem ser utilizadas para tratar crises agudas, bem como atuar profilaticamente para evitar que elas ocorram. Existe, ainda, a imunoterapia, tratamento que visa dessensibilizar indivíduos alérgicos para que eles deixem de entrar em crise quando em contato com agentes alergênicos”, afirmou.

Serviço – Na Rede Municipal de Saúde de João Pessoa, o acompanhamento para adultos e crianças com alergias respiratórias é disponibilizado por meio da Atenção Básica, nas unidades de saúde da família (USF). Os usuários são atendidos pelo médico clínico geral, podendo ser encaminhados ao atendimento com alergologista ou pneumologista na Policlínica Municipal de Jaguaribe para acompanhamento especializado. As unidades de saúde da família (USF) funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h e das 12h às 16h.

Da Secom-JP
Publicada por F@F em 01.06.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.