Header Ads

Arthur Lira diz que não acatará “super pedido” de impeachment contra Bolsonaro

Segundo Arthur Lira, aliado do governo, um processo de impeachment exige “materialidade”

Arthur Lira (Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)
João Pessoa (PB) - Em entrevista a imprensa, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou que não acatará o “super pedido” de impeachment feito por partidos de oposição, centrais sindicais, movimentos sociais e ex-aliados do presidente Jair Bolsonaro.

“Sem novidade nenhuma [o pedido]”, disse Lira. A representação de ontem (30) reúne denúncias e representações feitas ao longo do mandato contra o presidente por supostos 23 crimes de responsabilidade cometidos em dois anos e seis meses no cargo.

Segundo Arthur Lira, aliado do governo, um processo de impeachment exige “materialidade”. “Aqui seguimos a pauta do Brasil, das reformas e dos avanços. Respeito a manifestação democrática da minoria. Mas um processo de impedimento exige mais que palavras. Exige materialidade. Até onde acompanhei na imprensa, o documento que foi protocolado hoje é uma reunião de outros pedidos de impeachment com o agregado dos depoimentos da CPI. Se esta é a novidade, o ideal é esperar o avanço da CPI que acontece na outra Casa para ver se há algo de verdade e contundente além dos depoimentos. Vamos aguardar os acontecimentos”, comentou.

Do PB Agora
Publicada por F@F em 01.07.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.