Header Ads

Bolsonaro ameaça STF por inquérito que menciona seus filhos e diz que vai para o "vale tudo"

Nervoso com inquérito por organização criminosa que atua contra democracia e envolve seus filhos Carlos e Flávio, Bolsonaro ameaça STF: “Se avançarem, entro no campo minado chamado vale tudo”

Bolsonaro, Flávio com Carlos Bolsonaro e Alexandre de Morais (Foto: Reuters/Reprodução/STF)
São Paulo (SP) - Jair Bolsonaro está nervoso com a decisão de Alexandre de Moraes de arquivar a investigação dos atos antidemocráticos, mas de abrir nova investigação sobre a organização criminosa que atua contra a democracia. Ele reagiu nesta quinta-feira (1) e ameaçou o Supremo Tribunal Federal (STF):  “Se avançarem, entro no campo minado chamado vale tudo”.

Visivelmente nervoso, Bolsonaro disse a auxiliares, segundo a Coluna do Estadão,  que o objetivo do ministro do Supremo é chegar até ele e seus filhos Carlos e Flávio, que são citados na decisão, na condição de arrolados pela PF como possíveis membros do núcleo político da organização.

“As nossas práticas, como diferem muito das anteriores, a pressão vem para cima da gente, para o pessoal da família. Veio inquérito especial para os meus dois filhos hoje. O mais velho e o zero dois sobre fake news. Mas não tem problema, não. Se jogarem fora das quatro linhas da Constituição, entramos num vale tudo no Brasil”, declarou, durante sua live semanal das quintas-feiras.

Bolsonaro disse que “se é vale tudo”, tem que valer para os dois lados. “Então, esse negócio de prender esposa, irmãos, filhos é das ditaduras. Não acha o cara em casa e prende a esposa e prende os filhos. Então, se a ideia for essa, se avançarem, entro no campo minado chamado vale tudo”, afirmou.

De acordo com Moraes, o inquérito foi aberto “em virtude da presença de fortes indícios e significativas provas apontando a existência de uma verdadeira organização criminosa, de forte atuação digital e com núcleos de produção, publicação, financiamento e político absolutamente semelhante àqueles identificados no Inquérito 4.781, com a nítida finalidade de atentar contra a Democracia e o Estado de Direito”. 

Do Brasil 247
Publicada por F@F em 02.07.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.