Header Ads

Lula venceria Bolsonaro por 58% a 25%, diz pesquisa Ipsos encomendada pelo DEM

Pesquisa divulgada pela revista Veja mostra ainda que Bolsonaro tem a maior rejeição - de 59% - e Lula a menor, de 33%. "Voto em Lula, neste momento se alicerça no desencanto, na rendição do eleitor ao desalento com a política", diz estudo

Lula em Brasília (Foto: Ricardo Stuckert)
São Paulo (SP) - Pesquisa do Instituto Ipsos encomendada pelo DEM e divulgada nesta terça-feira (6) pela coluna Radar, da revista Veja, confirma que Lula (PT) venceria Jair Bolsonaro (Sem partido) no segundo turno caso as eleições presidenciais fossem hoje.

O levantamento mostra que Lula teria 58% dos votos contra 25% de Bolsonaro – brancos e nulos somam 13% e 4% não responderam. Além de Bolsonaro, Lula venceria quaisquer candidatos da chamada terceira via nas eleições presidenciais.

Sergio Moro, que está fora da disputa teria o melhor desempenho, de 20%, contra 57% do petista. Contra Ciro Gomes (PDT), Lula marca 57% a 14%. Com Luiz Henrique Mandetta (DEM), o ex-presidente chega a 60% dos votos contra 12%. E contra Tasso, o resultado seria de 60% a 9%.

Desilusão

Bolsonaro bate recorde de rejeição, com 59% dos entrevistados dizendo que não votaria no atual presidente “de jeito nenhum”. Em seguida, vem João Doria (PSDB) com 54%; Moro e Mandetta, 47%; e Ciro, que tem 45%. Lula tem a menor rejeição, de 33%.

Na interpretação da pesquisa, o Ipsos diz que “é muito expressivo o desejo pelo enfrentamento da corrupção. E nesse sentido, o voto em Lula, neste momento se alicerça no desencanto, na rendição do eleitor ao desalento com a política. Já que a corrupção é inevitável, que ao menos sejamos governados por alguém que se importa com os pobres e divide algo com eles”.

O estudo diz ainda que, embora Lula apresente rejeição “intensa” no eleitorado da direita, no centro “se observa neste momento é o voto útil (contra Bolsonaro) e pragmático (perda do poder de compra)”.

Acabou, Bolsonaro

Além da derrota para Lula, a pesquisa mostra que Bolsonaro perderia também para Moro (29% a 27%) e para Ciro (30% a 29%) no segundo turno.

Bolsonaro só se reelegeria em uma disputa contra Mandetta – 29% a 24% – ou Jereisssati – 31% a 20%.

Da Revista Fóruum
Publicada por F@F em 07.07.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.