Header Ads

Mulher mata namorado com facada no peito e alega legítima defesa

Maurício Moreira, de 26 anos, foi encontrado morto em apartamento no Setor Lúcio Costa. Suspeita disse à polícia que foi agredida durante todo o dia pelo companheiro

Mulher é suspeita de matar namorado com facada no peito e alega legítima defesa, no Lúcio Costa, no DF (Foto: TV Globo/Reprodução)
Brasília (DF) - Um homem de 26 anos foi encontrado morto, na noite desta quinta-feira (5), em um apartamento no Setor Lúcio Costa, no Guará, região do Distrito Federal. Maurício Moreira foi ferido com uma facada no peito. Segundo a Polícia Militar, a namorada dele é suspeita e foi presa em flagrante.

Os militares chegaram ao local por volta das 21h, na QE 01, após terem sido chamados por vizinhos, que ouviram uma confusão no apartamento. Testemunhas contaram que a porta da residência estava aberta e deu para ver uma pessoa no chão, "aparentemente sem vida".

No apartamento, a PM encontrou Maurício ferido, e a namorada no banheiro, ensanguentada. Segundo a polícia, ela alegou legítima defesa e disse aos policiais que foi agredida pelo namorado durante todo o dia.

A suspeita, que não teve o nome informado, foi levada para a 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul). O caso é investigado como homicídio. Segundo a investigação, a mulher é dependente química e, quando foi encontrada, "estava sob efeito de drogas".

No apartamento, a PM encontrou Maurício ferido, e a namorada no banheiro, ensanguentada. Segundo a polícia, ela alegou legítima defesa e disse aos policiais que foi agredida pelo namorado durante todo o dia.

A suspeita, que não teve o nome informado, foi levada para a 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul). O caso é investigado como homicídio. Segundo a investigação, a mulher é dependente química e, quando foi encontrada, "estava sob efeito de drogas".

Legítima defesa

O Corpo de Bombeiros esteve no apartamento às 21h03, desta quinta (5), e constatou que Maurício já estava sem vida. "Consta no histórico ter sido golpeado pela mulher que se defendeu de supostas agressões", informou a corporação.

Na delegacia, inicialmente a mulher detida disse que discutia com o namorado e, após se trancar no quarto, Maurício teria caído sobre a faca. Em seguida, segundo o boletim de ocorrência, a suspeita desmentiu esta versão e confessou o crime.

"[Disse] que o namorado teria ido para cima dela com a faca, e ela conseguiu tomar a faca dele e o atingir, sem dar mais detalhes", diz trecho da ocorrência na delegacia.

Antes de ir para a carceragem da Polícia Civil, a suspeita foi levada para o Instituo Médico Legal (IML) para fazer exames, que vão revelar se houve a agressão que a mulher disse ter sofrido antes do crime.

Do G1 Distrito Federal
Publicada por F@F em 07.08.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.